Painel de Gestão é implantando para acesso a dados em tempo real

A Diretoria Executiva do Instituto Mário Penna, que assumiu a gestão no final de 2019, vem alcançando constantes melhorias, o que proporciona avanço no atendimento oferecido, aprimoramento do corpo clínico, além de resgatar a saúde financeira da instituição. Para ajudar ainda mais nesse processo, foi retomado na sexta-feira, 9 de abril, o Painel de Gestão, que consiste em um programa que mostra, em tempo real, o acompanhamento de dados e indicadores estratégicos da área assistencial e da área executiva da instituição, sendo uma ferramenta eficiente para a tomada de decisão diária.

O programa vem sendo alimentado há mais de um ano com dados que permitam que os gestores possam acompanhar com facilidade indicadores, números de atendimentos, desempenho financeiro e de procedimentos assistenciais, por exemplo. Isso faz com que as melhorias na instituição sejam realizadas de forma mais ágil e eficiente, além de reduzir custos com processos que, anteriormente, levavam um tempo maior para serem alcançados.

Com a implantação do Painel, o processo de gestão das informações ficará disponível de forma mais transparente, facilitando o trabalho e nivelando as informações entre os gestores. Ele pode ser acessado pela intranet, por um link ou até mesmo pelo celular. Com isso, o corpo gerencial passará a ter acesso rápido e fácil a dashboards assistenciais e financeiros, além de informações sobre mapa de pacientes internados, taxa de ocupação dos leitos, média de permanência, fluxo do quadro de colaboradores da instituição, custos e estoques.

“O desenvolvimento do Painel de Gestão vem sendo desenvolvido desde 2019 e agora vamos colocar em prática a primeira versão. Por meio dele poderemos acompanhar tudo que está acontecendo na instituição. O próximo passo é instalar televisores em vários pontos estratégicos do hospital para que todos possam acompanhar, em tempo real, os principais procedimentos e atendimentos que estão sendo realizados naquele momento. Isso vai ajudar muito também para o alcance das metas que possuímos e facilitar o trabalho de todos. É importante frisar que com essa dinâmica poderemos controlar melhor o fluxo de funcionamento de todos os setores, o que gera também uma grande redução de custos”; ressalta Marco Antônio Viana Leite, Diretor-Presidente do Instituto Mário Penna.

InfoFarma e a atuação na prevenção do câncer de colo do útero

Estamos no mês de prevenção do câncer de colo do útero, Março Lilás, e esse tema é de grande importância para a Farmácia do Instituto Mário Penna. De acordo com a estimativa do Instituto Nacional de Câncer (INCA), o número de casos em 2020 foi de 16.590 pacientes e o número de mortes foi de 6.526 pacientes, sendo a quarta causa de morte por câncer no Brasil.

O risco de desencadeamento desse câncer aumenta com a atividade sexual precoce entre adolescentes, ter múltiplos parceiros e tabagismo. O câncer do colo de útero apresenta alterações celulares, que são descobertas facilmente no exame preventivo (Papanicolau), e são curáveis na quase totalidade dos casos. Por esse motivo, é importante e necessária a realização periódica desse exame.

Os tratamentos disponíveis para o câncer de colo do útero são a eletrocirurgia, cirurgia, a quimioterapia e a radioterapia, e devem ser avaliados pelo médico. Quando o paciente tem indicação para início de tratamento com quimioterapia, no Hospital Luxemburgo, ele passa a ser acompanhado pelo farmacêutico clínico.

O farmacêutico integra a equipe multiprofissional de saúde, que é responsável por realizar a educação em saúde, orientando o paciente sobre as medidas de prevenção e tratamento. Ele informa sobre a necessidade do uso de preservativos (camisinha masculina ou feminina) que previne o contágio pelo HPV pelo contato com a pele e mucosa da vulva, região perineal (região entre as coxas), perianal (região à volta do ânus) e bolsa escrotal. O farmacêutico também orienta que o HPV tem uma alta afinidade por mucosas, podendo acometer a mucosa oral, em caso de sexo oral.

Vale reforçar que as medidas de prevenção são complementares e, por esse motivo, as mulheres já vacinadas, a partir de 25 anos, devem realizar periodicamente o exame de Papanicolau, pois sabe-se que a vacina não protege contra todos os tipos de HPV.

Além disso, o farmacêutico avalia todos os possíveis problemas de saúde do paciente e todos os medicamentos utilizados, de forma holística, no qual refere-se ao cuidado do paciente como um todo, sem fragmentá-lo.

Cuide da sua saúde e de quem você ama!

*Texto escrito pela equipe de Farmácia Clínica do Instituto Mário Penna

Salve vidas em vida: seja um doador de medula óssea

O Dia Mundial do Doador de Medula Óssea é celebrado no dia 21 de setembro. O transplante pode beneficiar pacientes com inúmeras doenças, como portadores de leucemias, síndromes mielodisplásicas, mielofibrose, dentre outras patologias.

“O transplante pode ser de origem autóloga, quando a medula óssea doada provém do próprio paciente. No ano passado, realizamos 73 transplantes dessa modalidade no Instituto Mário Penna. Existe também o transplante de medula óssea alogênico, que é quando a medula óssea doada provém de outra origem. Nesses casos, precisamos recorrer aos familiares do paciente ou ao REDOME (Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea), para obtermos uma medula que seja compatível. Muitas vezes, o transplante é a única possibilidade de tratamento para melhora da sobrevida ou mesmo cura do paciente. Portanto, quanto maior o número de doadores cadastrados, maiores as chances de encontrarmos alguém compatível e salvarmos vidas”, ressalta Dra. Mariana Cerqueira de Azevedo Neves, médica Hemoterapeuta da Agência Transfusional do Instituto Mário Penna.

COMO SE TORNAR UM DOADOR:

– Procure o hemocentro do seu estado e agende uma consulta de esclarecimento ou palestra sobre doação de medula óssea.

– O voluntário à doação irá assinar um termo de consentimento livre e esclarecido (TCLE), e preencher uma ficha com informações pessoais. Será retirada uma pequena quantidade de sangue (10ml) do candidato a doador. É necessário apresentar o documento de identidade.

– O seu sangue será analisado por exame de histocompatibilidade (HLA), um teste de laboratório para identificar suas características genéticas que vão ser cruzadas com os dados de pacientes que necessitam de transplantes para determinar a compatibilidade.

– Os seus dados pessoais e o tipo de HLA serão incluídos no Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (REDOME).

– Quando houver um paciente com possível compatibilidade, você será consultado para decidir quanto à doação. Por este motivo, é necessário manter os dados sempre atualizados.

– Para seguir com o processo de doação serão necessários outros exames para confirmar a compatibilidade e uma avaliação clínica de saúde.

– Somente após todas estas etapas concluídas o doador poderá ser considerado apto e realizar a doação.

COMO É FEITA A DOAÇÃO?

– A doação é um procedimento que se faz em centro cirúrgico, sob anestesia peridural ou geral, e requer internação de 24 horas.

– A medula é retirada do interior de ossos da bacia, por meio de punções.

– O procedimento leva em torno de 90 minutos.

– A medula óssea do doador se recompõe em apenas 15 dias.

– Nos primeiros três dias após a doação pode haver desconforto localizado, de leve a moderado, que pode ser amenizado com o uso de analgésicos e medidas simples.

– Normalmente, os doadores retornam às suas atividades habituais depois da primeira semana após a doação.

Há outro método de doação chamado coleta por aférese. Neste caso, o doador faz uso de uma medicação por cinco dias com o objetivo de aumentar o número de células-tronco (células mais importantes para o transplante de medula óssea) circulantes no seu sangue. Após esse período, a pessoa faz a doação por meio de uma máquina de aférese, que colhe o sangue da veia do doador, separa as células-tronco e devolve os elementos do sangue que não são necessários para o paciente. Não há necessidade de internação nem de anestesia, sendo todos os procedimentos feitos pela veia.

A decisão sobre o método de doação mais adequado é exclusiva dos médicos assistentes, tanto do paciente quanto do doador, e será avaliada em cada caso.

Para se cadastrar como doador, acesse hemominas.mg.gov.br ou no MG APP.

Você pode salvar vidas em vida!

*Com informações do Hemominas

Orientação para pacientes e acompanhantes durante a Pandemia

Com o objetivo de prevenir a transmissão da COVID-19 e seguindo as orientações do Ministério da Saúde, as visitas no Hospital Luxemburgo estão suspensas.

Não serão permitidos acompanhantes para pacientes suspeitos ou confirmados de COVID-19. Casos em que seja essencial para o bem-estar físico ou emocional do paciente e naqueles em que o direito a um acompanhante está garantido por lei, serão avaliados individualmente.

Informações importantes:

  • O paciente em suspeita/confirmação de COVID-19 será internado em um setor exclusivo, com acesso restrito de pessoas;
  • Não é recomendado que pessoas acima de 60 anos com comorbidades (como doenças respiratórias, cardíacas, diabetes) ou imunosuprimidas permaneçam como acompanhantes;
  • O acompanhante deverá permanecer dentro do quarto do paciente du­rante todo o período de internação;
  • A troca de acompanhantes não será permitida;
  • Todas as refeições serão servidas no quarto;
  • Não será permitido sair do quarto e transitar pelo corredor;
  • Uma campainha estará disponível para acionar a equipe de enfermagem sempre que necessário;
  • Lave frequentemente as mãos com água e sabão e/ou utilize o álcool em gel 70%.
  • O acompanhante deverá usar máscara cirúrgica sempre que se apro­ximar do paciente a uma distância menor que 01 (um) metro;
  • Pratique a etiqueta respiratória: cubra boca e nariz com o braço ao tossir/espirrar ou use lenço descartável. Descarte após o uso e higie­nize suas mãos;
  • Evite tocar olhos, nariz e boca com as mãos não higienizadas;
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal;
  • Mantenha a janela do quarto aberta para melhorar a ventilação do ambiente.

Todas estas medidas serão adotadas para sua segurança, da comunidade e dos profissionais de saúde. Contamos com vocês para diminuir ao máximo o risco de transmissão do novo coronavírus.

Contem com nossa equipe.

Estamos aqui com vocês e por vocês!

Mário Pena Conecta: especialistas do Instituto participam de lives sobre o enfrentamento ao coronavírus

Lançamos na última quarta-feira (3) o Mário Penna Conecta, que são lives com especialistas do Instituto Mário Penna. A nossa ideia é levar segurança e tranquilidade para quem está enfrentando o câncer em tempos de coronavírus.

Na primeira edição, a conversa foi com o Dr. Rodrigo Vieira, Gerente Geral do Instituto Mário Penna. Ele falou, principalmente, dos cuidados que a Instituição adotou para enfrentar a pandemia da Covid-19 e tirou dúvidas de quem estava assistindo. Quem não conseguiu acompanhar, pode assistir pelo Instagram do Instituto Mário Penna, no IGTV, ou pelo canal do Youtube.

Na próxima quarta-feira, dia 10 de junho, às 18h, a segunda edição do Mário Pena Conecta será com a Dra. Reni Moreira, Gerente Médica do Hospital Luxemburgo. O tema é “Cirurgias em tempos de pandemia”.

Compartilhe essa novidade e participe!

Olá, como podemos ajudar?

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.