Bloco Cirúrgico do Instituto Mário Penna amplia número de cirurgias mensais e expande sua expertise em Minas Gerais

O Instituto Mário Penna busca ser cada dia mais uma referência em procedimentos e atendimentos de alta qualidade e inovação, que auxiliam diagnósticos e tratamentos mais efetivos, de maneira a aumentar as chances de cura e recuperação de cada paciente que passa pela instituição. Para isso, a equipe do Bloco Cirúrgico aumentou o número de cirurgias mensais para que mais pacientes sejam atendimentos, com agilidade, mas mantendo a mesma qualidade e expertise de sempre. Por se tratar de uma instituição filantrópica que hoje é referência no tratamento oncológico em Minas Gerais, é necessário trazer mais acessos a estes tratamentos cirúrgicos, atingindo o maior número de pacientes possíveis.

Éder Júlio Rocha, Coordenador de Enfermagem do Bloco Cirúrgico, explica que foi realizado um desenho do fluxo do setor, contando com toda parceria do time de enfermagem, anestesia e cirurgiões para essa ampliação fosse possível. “Para nós é satisfatório saber que a nossa missão social está sendo contemplada. Ganhamos mais uma sala e, com isso, conseguimos otimizar o centro cirúrgico. Queremos ainda atingir o marco de 1.200 cirurgias mensais”, afirma o enfermeiro. A rotina da equipe está sendo estabelecida com muita organização e planejamento e, devido a uma performance melhor e focada em barreiras de segurança necessárias para que todos trabalhem de forma ética e humanizada, eles conseguem garantir procedimentos mais seguros, trazendo o melhor tratamento para os pacientes que necessitam de cirurgia.

Dra. Marcela Ramos Martins, Residente de Anestesia, está na instituição há um ano e meio e explica o que levou o sucesso da equipe. “O fator principal para atingirmos nosso objetivo foi o trabalho em equipe. O corpo clínico é muito bem integrado e, desta forma, conseguimos estabelecer um cuidado de qualidade para o paciente, de forma integral. Acredito que este resultado é muito positivo para todos nós e, principalmente, para os pacientes cirúrgicos”.

O Instituto dispõe de cerca de 40 colaboradores por plantão, incluindo médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares, que trabalham diariamente para promover o bem-estar de cada paciente. Vinicius Almeida Santiago, Técnico de Enfermagem, expressa sua gratidão pelos aprendizados neste período. “A minha experiência está sendo muito positiva. A coordenação e toda equipe ajudam muito, prestando total apoio e trabalho em equipe.”

Os resultados alcançados só foram possíveis através da dedicação e eficiência de cada colaborador, para que cada vez mais pessoas tenham a chance de receber as mesmas oportunidades para cuidarem de sua saúde com excelência, dispondo da melhor infraestrutura e profissionais capacitados.

Instituto Mário Penna comemora 51 anos em clima de Arraiá

O Instituto Mário Penna comemora no dia 28 de junho, 51 anos de uma trajetória de traz muito orgulho no combate ao câncer em Minas Gerais. Composto pelo Hospital Luxemburgo, Hospital Mário Penna (Futuro Cancer Center), Casa de Apoio Beatriz Ferraz e Núcleo de Especialidades Oncológicas, a instituição realiza mais de 305 mil atendimentos anuais, provenientes de todo estado de Minas Gerais.

Em clima de celebração e festa, o tema de aniversário do Instituto é “Arraiá Mário Penna 51 anos” e, durante a semana de 27 de junho a 1º de julho, os colaboradores e pacientes irão desfrutar de comidas típicas, brincadeiras, quadrilha e até um bolo de parabéns para o Mário Penna. E nada melhor do que comemorar essa história com toda mineiridade da festa mais aguardada do ano no Estado. O Arraiá do Mário Penna vai trazer mais cor e alegria aos corredores, com uma programação deliciosa e divertida para pacientes e colaboradores da Instituição.

Além disso, os setores irão participar de um concurso de fantasia junina para animar o Arraiá e as três melhores caracterizações serão premiadas. Este é um momento de celebrar as grandes conquistas dos últimos anos e a excelência do trabalho desenvolvido, que está alcançando cada vez mais pessoas com um atendimento humanizado e de qualidade. Nos próximos dias iremos soltar novas informações e o cronograma completo!

Fique ligado e não deixe de participar e envolver o seu setor.

Estudos sobre a leucemia são realizado por pesquisadores do Mário Penna

O mês de junho é voltado para a prevenção da leucemia e os pesquisadores do Instituto Mário Penna – Ensino Pesquisa e Inovação também estão de olho no tratamento da doença com diversas linhas de pesquisas nas áreas clínica, básica e translacional. A equipe está implementando os principais métodos de diagnósticos que envolvem alterações cromossômicas da leucemia. Eles realizam pesquisas ligadas às alterações no sangue que são provocadas por anormalidades das células. Essas análises genéticas e cromossômicas possuem uma aplicação direta no diagnóstico, prognóstico e auxiliam no tratamento dos pacientes em tratamento da leucemia.

A leucemia é um tipo de câncer que acomete as células sanguíneas e pode se apresentar de duas formas: aguda ou crônica. A primeira delas é um câncer que impede o amadurecimento normal das células sanguíneas de defesa do organismo, as células linfóides e mielóides, conhecidas como glóbulos brancos. A leucemia aguda também pode acometer as hemácias, conhecidas como glóbulos vermelhos, bem como as plaquetas que são produzidas pela medula óssea – órgão que “fabrica” as células do sangue. Nesse caso as células não conseguem realizar suas funções adequadamente, o que é a principal característica do tipo mais grave da leucemia aguda, ocasionando uma rápida progressão da doença.

Já a leucemia crônica provoca um crescimento acelerado dessas mesmas células, gerando um desequilíbrio que é prejudicial ao organismo. Neste caso, as células sanguíneas ainda conseguem realizar algumas de suas funções, agravando apenas com o passar do tempo. Por isso é considerada menos grave que a leucemia aguda.

Os principais sinais deste tipo de câncer são: infecções recorrentes, inchaços nos gânglios, perda de peso, fraqueza, palidez, hematomas, febre, dores abdominais, nos ossos, articulações e dor de cabeça. Esses sintomas também são comuns a diversos tipos de doenças, que não estão relacionados necessariamente a algum tipo de câncer. No entanto, quando esses sinais corporais se apresentam é indicada uma investigação criteriosa em uma consulta com um médico hematologista.

Na leucemia, a redução dos glóbulos brancos provoca uma queda da imunidade fazendo com que a pessoa apresente casos de infecções repetidas, por diversos microrganismos. Podem ocorrer infecções virais, bacterianas ou fúngicas. Já a redução dos glóbulos vermelhos pode resultar em um quadro de anemia, assim como a redução das plaquetas favorece quadros de sangramentos em diversas partes do corpo.

O diagnóstico precoce é fundamental para o sucesso do tratamento que consiste em exames de sangue e da medula óssea, para confirmação do diagnóstico.  Apesar de ser uma doença curável, a leucemia ainda apresenta índices elevados de óbitos quando não tratada corretamente. As causas de leucemia ainda não estão esclarecidas completamente, mas sabe-se que o histórico familiar possui influência relevante assim como o tabagismo, Infecções pelo vírus da hepatite B e C, exposição a agrotóxicos, benzeno e ao formol, esse muito utilizado em hospitais e laboratório,  na indústria química ou até mesmo utilizado ilegalmente em alguns salões de beleza.

O tratamento da leucemia aguda consiste em quimioterapia, tratamento das infecções e de possíveis quadros hemorrágicos e transplante de medula óssea. Já para a forma crônica, a depender do tipo de célula que a doença está afetando, a quimioterapia pode ser substituída pelo uso de outros medicamentos orais que visam impedir a multiplicação descontrolada das células do sangue.

Segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer) neste ano de 2022 já foram diagnosticados, no Brasil, 5.920 casos novos de leucemia em homens e 4.890 em mulheres. O corpo dá sinais de quando algo não vai bem. Mesmo em doenças crônicas, há sintomas que podem servir de alerta. A qualquer sinal de indisposição consulte um médico. A peça-chave para o sucesso no tratamento da leucemia é um diagnóstico precoce!

Texto escrito por Ramon de Alencar Pereira | Doutor em Patologia e Pesquisador do Instituto Mário Penna – Ensino, Pesquisa e Inovação 

Fonte: INCA (Instituto Nacional do Câncer) 

Instituto Galo e mascote do Atlético realizam entrega do livro “Sobrevivendo ao câncer” no Instituto Mário Penna

Na última quarta-feira, dia 8 de junho, integrantes do Instituto Galo e o mascote do time alvinegro visitaram o Mário Penna em parceria com a Conselheira Cláudia Rossi para distribuir o livro “Sobrevivendo ao câncer”. A obra foi escrita por ela, que já enfrentou o câncer e hoje segue fazendo o acompanhamento.

“Eu queria escrever um livro não sobre o tratamento, pois isso todo mundo sabe como funciona, mas como superar os momentos mais difíceis. E foi isso que eu tentei trazer de forma leve em meu livro. A doença não nos impedirá nunca de sermos vitoriosos”; afirma Cláudia Rossi.

A iniciativa é de extrema importância, pois ao longo do tratamento de câncer é sempre positivo partilhar experiências de maneira a amenizar a dor, mostrar que ninguém está sozinho e que é possível passar por este processo de uma forma mais leve, principalmente para aqueles que descobriram a doença recentemente.

“Gostaria de agradecer ao Instituto Galo e à Cláudia pela visita e por presentearem os nossos pacientes. Além disso, o Galo Doido alegrou bastante a manhã dos nossos pacientes que estavam na quimioterapia. Ver cada um daqueles sorrisos é extremamente gratificante”; ressalta Marco Antônio Viana Leite, Diretor-Presidente do Instituto.

 

Instituto Mário Penna promove ação com o tema “Diga não à desnutrição” com o objetivo de trazer novas possibilidades de cardápio para pacientes oncológicos

Para relembrar o Dia de Combate à Desnutrição Hospitalar (5 de junho), a equipe de Nutrição Clínica do Instituto Mário Penna desenvolveu uma ação  na ala da Radioterapia, com o tema “Diga não à Desnutrição”, que teve como objetivo minimizar danos alimentares e mostrar novas possibilidades de cardápio aos pacientes. Foram apresentadas terapias nutricionais alternativas com o uso de suplementos, que ajudam a melhorar a qualidade da alimentação. 

Os pacientes que estavam em atendimento ou consulta no momento, puderam degustar algumas receitas nos estandes apresentados. “Essa ação é muito importante para nós pacientes, que muitas vezes enfrentamos dificuldades com certos tipos de alimentos. Me senti especial com esse tratamento e com  tantos alimentos disponíveis para provar e conhecer”, afirma Antônio Luciano, paciente oncológico da instituição.

A realização da ação só foi possível graças aos parceiros da equipe de Nutrição Clínica, que abraçaram a causa e colocaram seus produtos à disposição para servir os pacientes oncológicos. O resultado foi impressionante e acima de tudo, trouxe benefícios informativos para cada um, na descoberta de novas receitas e possibilidades de alimentação. 

 

Olá, como podemos ajudar?

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.