Instituto Mário Penna promove conscientização no Dia Mundial do Pulmão

O Dia do Pulmão é uma data importante para o Instituto Mário Penna, uma vez que o cuidado é um grande aliado no combate contra o câncer e ajuda a evitar doenças pulmonares, que podem piorar a qualidade de vida e sintomas como falta de ar, dor no peito, dentre outros sintomas.

Os cigarros são responsáveis por inúmeras doenças, seja nos pulmões ou em outros órgãos, pois a fumaça inalada inflama e machuca os pulmões. As vacinas que previnem pneumonia e gripe, por exemplo, podem evitar casos de pneumonia graves. Além disso, é muito importante conversar com seu médico sobre qual vacina e quando deve ser administrada, especialmente para aqueles que já tem doença pulmonar diagnosticada. Por fim, ar puro e exercício físico ajudam os pulmões a se manterem funcionando bem e auxiliando os outros órgãos que serão regularmente exigidos.

No Mário Penna são realizados atendimentos como fisioterapia respiratória ao longo da internação, nutrição hospitalar e ambulatorial, atendimento multidisciplinar com cirurgia torácica e em ambulatório. Uma equipe clínica médica composta por cirurgia torácica, oncologia e hematologia também são especialidades importantes no manejo e cuidado com a prevenção do câncer de pulmão. Com uma orientação eficaz aos pacientes, é possível reduzir e prevenir a doença.

A pneumologista Dra. Silva Lunardi Rocha reforça a importância dos alertas que podem evitar várias doenças pulmonares. “Cuidados básicos como praticar atividade física, parar de fumar, manter um ambiente arejado e proteger os pulmões com vacinação, são imprescindíveis para manter os pulmões saudáveis e fortes.”

Lembre-se sempre: cuide da sua saúde e fique atento aos sinais!

Instituto Mário Penna se destaca no 13º Simpósio Internacional de Esterilização e Controle de Infecção

A Enfermeira Supervisora da Central de Esterilização do Instituto Mário Penna, Mariangela Moreira do Nascimento, foi convidada pela empresa ASP para palestrar no 13º Simpósio Internacional de Esterilização e Controle de Infecção relacionada à assistência à saúde, evento organizado pela Sociedade Brasileira de Enfermeiros de Centro Cirúrgico (SOBECC), recuperação anestésica e Centro de Material e Esterilização. O evento aconteceu entre os dias 30 de agosto e 2 de setembro, em São Paulo, e a palestra ministrada pela enfermeira reuniu mais de 160 enfermeiros e profissionais da área da saúde no auditório.

Mariangela explica que o tema da palestra foi a utilização do sistema de rastreabilidade para gestão de custo no CME (Centro de Material e Esterilização) do Instituto Mário Penna. “Por meio da palestra, mostrei o desenvolvimento que realizamos dentro do software de rastreabilidade, a base de dados do custo do processamento dos produtos para a saúde, que são processados dentro do CME”. Foi realizada também uma implantação da metodologia, fazendo um link ao tipo de esterilização, desinfecção por produto e padronização dos pacotes por tamanho P, M e G utilizados no hospital.

Através deste processo, foi possível gerenciar a rastreabilidade do material que o CME estava dispensando para cada setor e, assim, levantar os custos dos produtos entregues para os clientes. A participação do Mário Penna durante o Simpósio permitiu a troca de conhecimento e experiências entre outras empresas do setor de saúde, mostrando o destaque e a relevância da instituição em Minas Gerais.

Instituto Mário Penna recebe doação de mais de 100 kits de lanches da entidade filantrópica Gamaluz

O Grupo de Amparo Mansão de Luz (Gamaluz), uma entidade filantrópica que realiza diversas frentes de trabalho voluntário em Minas Gerais, realizou a entrega de mais de 100 kits de lanche e higiene para pacientes do SUS e acompanhantes do Instituto Mário Penna, no dia 9 de setembro. A instituição atua há mais de 20 anos na região de Belo Horizonte e Serra do Cipó, desenvolvendo um trabalho social com pessoas carentes como a entrega de sopa nas ruas, bazares, atividades integrativas, cestas básicas, dentre outros.

Ângela Alves Vasconcelos, coordenadora das atividades, explica a missão por trás de todo trabalho. “Já passei por um tratamento oncológico e, por isso, entendo melhor as necessidades que os pacientes no Mário Penna passam. Cada kit é preparado com muito amor e dedicação e faço questão de ser cuidadosa em cada detalhe.” Ela conta que a projeção futura do grupo é criar uma casa de apoio para pacientes oncológicos, uma vez que a maioria vem do interior e não possui condições financeiras favoráveis. Por isso, essa assistência aos hospitais é um fator importante para que eles se familiarizem com as urgências assistenciais.

Atualmente, a instituição conta com 8 voluntários ativos para a captação de recursos, arrecadação dos itens e montagem dos kits. “A ideia é entender e aprofundar cada vez mais nas necessidades do Instituto para atendermos as demandas e nos fortalecermos como uma rede de apoio para essas pessoas que se encontram em vulnerabilidade social e necessitam de apoio na saúde”; explica Ângela.

Gizelle Mesquita, Coordenadora de Humanização e Psicologia Hospitalar, afirma como esta ação é importante e valida o trabalho do Mário Penna. “No último mês eles nos entregaram chinelos e toalhas para acompanhantes. Este tipo de voluntariado é essencial, pois não precisamos buscar ajuda, eles entendem as nossas demandas e nos auxiliam”.

Instituto Mário Penna realiza ações em campanha da Segurança do Paciente

No dia 17 de setembro, é celebrado o Dia Mundial da Segurança do Paciente. Essa data é importante para promover o cuidado, a atenção e a dedicação que todo profissional de saúde deve ter com os pacientes. Aqui no Instituto Mário Penna, priorizamos o atendimento de excelência a todos que passam por aqui, e por isso nos preocupamos em capacitar ainda mais a equipe médica e assistencial.

Sendo assim, o setor de Qualidade da instituição desenvolveu uma série de ações de conscientização para os profissionais de saúde. O objetivo delas é ressaltar a importância de adotar as práticas de segurança no ambiente de trabalho e informar e orientar pacientes e seus familiares sobre a segurança hospitalar.

Confira os 6 protocolos de segurança do paciente:

  • Identificação Correta do Paciente
  • Comunicação Efetiva
  • Segurança na prescrição, no uso e na administração de medicamentos
  • Cirurgia segura
  • Higienização das mãos
  • Redução do risco de quedas e lesão por pressão

“Com auxílio dos acadêmicos da UNA, o setor de Qualidade realizou dinâmicas nos setores assistenciais abordando os protocolos de segurança do paciente. Além disso, a equipe ofereceu dois dias de palestras para os colaboradores com os temas: Comunicação não violenta e Comunicação Efetiva para a Segurança do Paciente”, conta Larissa Siqueira, Analista de Qualidade e do Núcleo de Segurança do Paciente.

“Ensino, Pesquisa e Inovação” destaca importância do mapeamento genético dos brasileiros

Você sabia que “genoma” é a informação genética do que somos e, até de como deveremos ser no futuro? É por meio do estudo deste mapeamento que é possível saber como vamos envelhecer ou que doenças podemos desenvolver. Trata-se de toda a informação hereditária registrada no DNA (molécula que carrega toda a informação genética de um organismo) e que, a partir dela, cada indivíduo adquire suas particularidades, ou seja, suas características individuais. Com o mapeamento genômico podemos afirmar que cada pessoa é única e que reage de maneira diferente aos tratamentos terapêuticos.

Por meio da genômica também é possível encontrar grupos de pessoas que possuam características em comum, semelhantes o suficiente para serem agrupadas. Com o estudo dessas semelhanças é que se desenvolve estratégias de diagnóstico e tratamento exclusivos, ou seja, para uma medicina personalizada. Entretanto, é importante ressaltar que uma mesma doença pode acometer pessoas no mundo todo, como é o caso do câncer, e ainda assim possuir diferenças marcantes em nível genético entre indivíduos de diferentes localidades. Sendo assim, estratégias utilizadas, por exemplo na Europa, Estados Unidos, China ou África, podem não funcionar na população brasileira.

Visando um sequenciamento completo do DNA dos organismos brasileiros que o Ministério da Saúde, em colaboração com o Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (InCor/HCFMUSP), assim como com o Banco Nacional de Tumores e DNA do INCA-RJ e outros parceiros, vem desenvolvendo o projeto: Mapa Genoma Brasil – Medicina de precisão em oncologia e cardiologia no SUS. O estudo pretende identificar as codificações genéticas de aproximadamente 384 pacientes com câncer de mama, colorretal e próstata, doenças com alta incidência na população brasileira.

Essa implementação estratégica de gestão populacional em câncer, no Instituto Nacional de Câncer (INCA), dá-se por meio de seu Banco Nacional de Tumores. A iniciativa é fundamental para que tratamentos personalizados sejam adotados no âmbito do SUS no Brasil e, consequentemente, tragam maiores taxas de sucesso nas abordagens medicamentosas. Seguindo essa vanguarda de uma proposta de pesquisas que contribue para o desenvolvimento de terapias cada vez mais eficazes, assim como em estratégias de prevenção, é importante ressaltar a criação do Biobanco do instituto Mário Penna.

No último mês, a equipe do instituto esteve no INCA para destacar a importância do único Biobanco em um hospital filantrópico no estado de Minas Gerais. É por meio da nova unidade de Ensino, Pesquisa e Inovação, a espelho do que é proposto em pesquisas mundiais, que o Mário Penna passa a ser um dos principais atores na geração de conhecimento no país. Além disso, na instituição os pesquisadores do Instituto Mário Penna – Ensino, Pesquisa e Inovação têm dedicado esforços em contribuir com estudos no campo da ciência que estuda os genomas.

Com projetos, voltados para o cuidado da saúde da mulher, a nova unidade realiza o sequenciamento de DNA das pacientes com câncer de colo de útero, ovário e mama. A pesquisa busca identificar as particularidades genéticas das pacientes atendidas no Hospital Luxemburgo e que aceitaram ser voluntárias neste atendimento. Para Fábio Ribeiro Queiroz, pesquisador da unidade, um mapa genético da população brasileira pode identificar as particularidades dos brasileiros. “As estratégias do sequenciamento realizado visa identificar, com exatidão, o que difere geneticamente uma paciente da outra, assim como possibilitar o desenvolvimento tecnológico e inovador de um tratamento mais assertivo no Sistema Único de Saúde (SUS)”.

Texto com informações de: Fábio Ribeiro Queiroz | Pesquisador e Biólogo, Doutor em Ciências da Saúde pela Fiocruz – Instituto René Rachou. 

Olá, como podemos ajudar?

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.