fbpx

Instituto Mário Penna lança Programa Jovens Gestores em parceria com a UFMG

O Instituto Mário Penna inova mais uma vez. Em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), lança o Programa Jovens Gestores, com o objetivo de capacitar estudantes/profissionais para atuarem em cargos de gestão nas instituições de saúde.

O programa contempla aqueles que estejam no último período ou até um ano e meio de formado no curso de Gestão de Serviços de Saúde da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Os selecionados atuarão diretamente com a Presidência, Diretoria Administrativa, Financeira e Assistencial Hospitalar. Dentre as atividades exercidas estão:

– Participar de reuniões para acompanhamento de atividades gerenciais;

– Elaborar relatórios de gestão;

– Assessorar a Presidência e Diretorias nas questões práticas da rotina de trabalho, bem como preparar documentos e trabalhar dados que subsidiem tomadas de decisão;

– Acompanhar se há consonância entre os indicadores monitorados e as diretrizes institucionais a fim de eliminar possíveis desalinhamentos;

– Executar atividades correlatas quando for solicitado.

O contrato terá a duração de 24 meses, em regime CLT, de 44 horas semanais.

“O objetivo do Programa Jovens Gestores, em parceria com a UFMG, é de contribuirmos na formação de jovens talentos que, num futuro breve, estarão liderando grandes instituições de saúde em nosso país”, explica Guilherme Machado, Gerente de Gestão de Pessoas do Instituto Mário Penna.

O processo seletivo acontecerá em várias etapas. Até o dia 7 de dezembro haverá uma seleção de currículos. As provas de conhecimentos gerais, conhecimentos específicos, redação, dinâmica em grupo e avaliação psicológica serão aplicadas entre os dias 9 e 14. As entrevistas por competência serão nos dias 16 e 17 e, a específica com a diretoria, no dia 18 de dezembro. A previsão de início das atividades é no dia 4 de janeiro de 2021.

Os interessados devem enviar o currículo até o dia 3 de dezembro para o e-mail rh@mariopenna.org.br.

NEP: Hospital Luxemburgo participa de estudo sobre efeitos da radioterapia

Atualmente, o tratamento do câncer acontece por meio da cirurgia, radioterapia e quimioterapia. Na radioterapia são utilizadas radiações ionizantes de alta energia, objetivando destruir células do tumor e poupando células saudáveis que estão no seu torno. Um dos problemas decorrentes do tratamento da radioterapia é justamente a irradiação destas células normais, ficando sempre a questão sobre o que pode acontecer com estas células. Muito se sabe sobre a interação da radiação com o meio biológico, mas muito ainda tem para se aprender sobre a interação da radiação ionizante com a função das várias células que compõe o corpo humano e com os mecanismos de interação desta célula com a sua “vizinhança”.

No dia 9 de setembro foi publicado na revista internacional Heliyon Cell Press um estudo sobre a ação da radioterapia na função de macrófagos presentes no baço de mamíferos. Este estudo, desenvolvido por um grupo de pesquisadores da Faculdade de Medicina da UFMG coordenado pelo prof. Andy Petroianu, contou com a participação do Hospital Luxemburgo e dos físicos médicos Clara Bicalho e Jony Marques, ambos colaboradores da Radioterapia.

A função fagocitária das células é muito importante, pois ela permite que elementos do meio extracelular sejam transportados para dentro da célula. Neste estudo, pigmentos de carbono foram admitidos para dentro das células do baço e verificou-se que, nas células não irradiadas, os pigmentos de carbono foram capturados pelos macrófagos nas polpas vermelha e branca. Enquanto isso, nos grupos irradiados, a captação de pigmentos de carbono na zona marginal, ao redor da polpa branca, foi aumentada. Não foram observadas presença de necrose nas células irradiadas, mas houve, além da alteração na quantidade de macrófagos da zona marginal, alteração na capacidade de eliminação pelo baço.

Outros desdobramentos deste estudo ainda estão sendo aguardados a fim de se entender a fundo o mecanismo de alteração desta função fagocitária, o que pode ajudar no entendimento dos efeitos coletarias da radioterapia, visando formas de revertê-los ou atenuá-los. O acesso à publicação pode ser feito clicando aqui.

Casa de Apoio Beatriz Ferraz recebe projeto Música no Hospital

Na quarta-feira, dia 18 de novembro, a Casa de Apoio Beatriz Ferraz recebeu mais uma edição do Projeto “Música no Hospital”. Em uma noite cheia de nostalgia e emoção, os músicos Augusto Cordeiro e Rayane Boldrini levaram a alegria através da música aos pacientes e aos acompanhantes da unidade. A apresentação teve duração média de uma hora e contou com lindas canções como “O que é o que é” de Gonzaguinha e “Trem das Onze”, de Adoniran Barbosa.

“Me senti muito honrada em estar aqui. Trazer um pouco de alívio e bem estar através da música é muito bom e espero ter conseguido proporcionar um pouco de leveza aos pacientes e acompanhantes da Casa”, disse a cantora Rayane Boldrini.

A coordenadora da Casa de Apoio, Simone Penna, diz que para os pacientes e funcionários, é um momento indescritível. “Esse projeto proporciona um momento lindo através da música. Se eu pudesse, teria todos os dias essa apresentação”.

“Hoje, vivemos um momento muito especial com a visita dos músicos que trouxeram muito amor através da música. Foi muito edificante para nós. Tenho que agradecer muito ao Instituto Mário Penna por sempre fazer o melhor para os pacientes”, conclui Cleide Aparecida, paciente oncológico.

O projeto Música no Hospital contará com 12 apresentações mensais e esta primeira edição se encerrará em setembro de 2021. Até lá, momentos como este serão apreciados nas unidades do Instituto Mário Penna.

Minas Tênis Clube vende máscaras do Novembro Azul e renda é revertida ao IMP

O Minas Tênis Clube, através do projeto Minas Solidário, vendeu 690 máscaras da campanha Novembro Azul do Instituto Mário Penna, revertendo o valor para a instituição. Na última quinta-feira, dia 19 de novembro, foi realizado um encontro de entrega da doação, envolvendo a diretoria do Minas Tênis Clube e representantes do Instituto.

“Temos muito orgulho em participar de ações como essa. A mobilização foi grande entre sócios, treinadores, jogadores e conselheiros. É muito gratificante saber que podemos ajudar quem realmente precisa; disse Ricardo Vieira, presidente do Minas Tênis Clube.

Paulo Henrique Vieira, Relações Internacionais do Instituto Mário Penna, agradeceu a parceria. “Para nós do Mario Penna é uma alegria muito grande. O projeto Minas Solidário tem grande importância para a gente. Com a venda dessas máscaras, o Instituto consegue salvar milhares de vidas”.

Novembro Azul: Instituto Mário Penna faz ação de conscientização ao câncer de próstata em parceria com a Precon

Novembro é um mês marcado pela conscientização à prevenção e combate ao câncer de próstata. Pensando em levar esse tema tão importante à frente, gerar reflexão e entender um pouco mais, a Precon realizou, nessa segunda-feira, 16 de novembro, um importante evento sobre o tema para seus colaboradores.

Em nome do Instituto Mário Penna, a psicóloga Tayná Carvalho, iniciou o evento agradecendo a oportunidade em poder levar uma mensagem tão necessária como a conscientização e incentivo aos homens com o cuidado com a saúde. Deivid Bruno de Morais, Coordenador de Produção da Precon há 15 anos, também reforçou a importância de se quebrar essa barreira de preconceito que muitas vezes existe entre os homens, e lembra que todos eles estão sujeitos à doença e que a prevenção sempre será o melhor remédio.

“Por muitas vezes, o descaso e a falta de atenção com a saúde acabam agravando o quadro, que poderia ser revertido. O maior intuito desse momento proporcionado hoje é essa conscientização e a propagação dessa mensagem de cuidado. Nós tivemos três casos da doença na empresa, pessoas queridas que, com pouco tempo, perderam suas vidas e isso nos impactou muito. Por isso, quebrem preconceitos, multipliquem e reproduzam as informações de prevenção. Se resguardem, e lembrem-se que esse é um trabalho contínuo, não só em novembro, mas de sempre.”

Ex paciente do Instituto, Marcos Moraes Barreto contou a todos a sua história na luta contra a doença e reforçou a importância de se manter firme.

“Nunca deixe sua cabeça te dominar e influenciar visando só o lado ruim. Na maioria dos casos existe tratamento e a vida continua. E deixo três conselhos: mantenha uma vida saudável, faça coisas que te façam bem e se mantenha confiante sempre.”

Edmar de Miranda, paciente em tratamento, ressalta como o apoio e incentivo faz toda a diferença e que ter o diagnóstico precoce permite melhores chances de tratamento, e que é muito importante se manter positivo e confiante.

“Faz toda a diferença uma palavra de incentivo de alguém que está ao seu lado. Não tenha vergonha de contar o que está passando, procure ajuda e, o mais importante, não deixe que o tempo passe.”

Previna-se contra o câncer de próstata e continue a escrever a sua história!

Olá, como podemos ajudar?