Instituto Mário Penna realiza ação do Dia Nacional de Combate ao Câncer

O Dia Nacional de Combate ao Câncer é celebrado em 27 de novembro, em um grande momento de reflexão sobre a importância da prevenção da doença. No Brasil, o número de pacientes com câncer aumenta a cada ano e a doença já é a 2° causa de morte dos brasileiros. Uma pesquisa do Instituto Nacional de Câncer (INCA) prevê mais de 700 mil novos casos de câncer no Brasil para cada ano do triênio 2023-2025. O Instituto Mário Penna luta diariamente contra esses números e, para reforçar o trabalho que realiza há mais de 51 anos cuidando de pacientes oncológicos, realizou uma ação com pacientes, colaboradores e acompanhantes para alertar sobre a prevenção.

Um calendário especial para frisar a importância da data foi desenvolvido especialmente para a data com o intuito de mostrar que cada dia conta quando pensamos em cuidar da saúde. Juntamente com o setor de Humanização, o Calendário “365 novas oportunidades de se cuidar” foi distribuído, mostrando que cada dia importa quando se trata da saúde.

Israel Vilaça, Oncologista do Instituto Mário Penna, ressalta que nos últimos anos os tratamentos têm se modernizado, bem como os métodos de diagnóstico. Porém, reforça que a prevenção deve ser o grande foco da população. “Tivemos uma grande evolução no tratamento do câncer, com melhor entendimento do comportamento dos tumores e, a partir daí, foram desenvolvidos novos medicamentos, como terapias alvo, imunoterapia, além da quimioterapia e hormonioterapia. As novas terapias têm chegado ao Sistema Único de Saúde (SUS), ainda que de forma lenta, melhorado a sobrevida dos pacientes”.

O Instituto Mário Penna é referência em atendimento oncológico em Minas Gerais. Cerca de mil pacientes passam diariamente pela instituição, provenientes de mais de 600 municípios. Mensalmente, são realizados em torno de 25 mil procedimentos. Classificado pelo Ministério da Saúde como Centro de Assistência de Alta Complexidade Oncológica (CACON), no último ano, a instituição realizou também 40.070 sessões de radioterapia, 32.991 mil sessões de quimioterapia, 33 transplantes de medula óssea e quase 13 mil cirurgias. Mais de 115 mil pacientes passam anualmente nas instalações da instituição, que sobrevive de doações e apoio de parceiros.

Setembro Amarelo: Instituto Mário Penna abraça campanha com alerta para a prevenção ao suicídio

O Setembro Amarelo é dedicado à prevenção do suicídio. A campanha do Instituto Mário Penna tem como tema: “Escute. Converse. Ajude. Posso fazer algo por você?”.  Após o início da pandemia da Covid, devido ao medo do novo e do isolamento, as perdas em todas as áreas e com as mortes vivenciadas, aumentou-se o número de adoecimento mental e, consequentemente, também o número de tentativas de autoextermínio. “Pensamos em uma campanha voltada para o olhar dos nossos colaboradores: um olhar empático, sem julgamentos e humanizado, onde tentaremos orientar sobre como identificar fatores de risco e de prevenção, informar como ajudar um colega ou mesmo um familiar, onde buscar ajuda e engajarmos todos nessa causa para diminuir o sofrimento psíquico e a taxa de suicídio”; conta Gizelle Mesquita, Coordenadora de Humanização e Psicologia Hospitalar.

Ela explica ainda que as razões podem ser bem diferentes, mas muita gente já pensou em suicídio. “Por isso, o Mário Penna alerta sobre a importância de ouvir o outro, com o intuito de combater, prevenir e conscientizar seus colaboradores e a sociedade de um modo geral sobre o tema”.

CONHEÇA OS SINAIS DE ALERTA E SAIBA COMO AJUDAR

Tristeza intensa por vários dias

Falta de interesse e planos futuros

Isolamento social

Fadiga emocional, níveis de stress e ansiedade

Tentativas prévias e histórico familiar de suicídio

Avisos como “A vida não vale a pena”, “Estou tão sozinho que queria morrer” ou “Você vai sentir minha falta”

COMO EU POSSO AJUDAR ALGUÉM EM RISCO?

  • Encontre um momento apropriado e um lugar calmo para conversar com essa pessoa.
  • Deixe-a saber que você está lá para ouvir, ouça-a com a mente aberta e ofereça seu apoio.
  • Incentive a pessoa a procurar ajuda de profissionais da saúde mental. Ofereça-se para acompanhá-la a um atendimento.
  • Se você acha que essa pessoa está em perigo imediato, não a deixe sozinha.
  • Fique em alerta para acompanhar como a pessoa está passando e se mantém o comportamento de risco.

Durante o mês, várias ações serão realizadas pelo setor de Humanização do Instituto Mário Penna. A programação conta com palestras, blitz de conscientização e um bate-papo sobre o assunto com os colaboradores.

Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 12 mil suicídios são registrados todos os anos no Brasil e mais de 1 milhão no mundo. Se precisar, peça ajuda! Ligue 188 – Centro de Valorização da Vida.

 

Instituto Mário Penna regulariza pagamentos com corpo clínico deixados de gestões anteriores

O Instituto Mário Penna regularizou o déficit de mais de R$ 6 milhões em dívidas com o corpo clínico herdadas das últimas gestões, graças ao suporte de uma imensa rede de parceiros, colaboradores, e principalmente, do empenho da nova diretoria, que em setembro de 2019 recebeu a instituição em um cenário desafiador e crítico, prestes a fechar as portas para milhares de pacientes oncológicos de Minas Gerais. Em 2021 foi realizado o pagamento de mais de R$ 2 milhões e o restante foi quitado neste ano de 2022, sendo a última parcela paga nesse mês de agosto.

Foi implantado um novo modelo de gestão com a criação de um plano de recuperação financeiro, assistencial e de credibilidade do Instituto. “Assumimos a gestão com o desafio e o compromisso de continuarmos sendo a principal referência em tratamentos oncológicos no Estado. Com o esforço de gestão, colocamos os pagamentos da equipe de médicos como o principal desafio para saneamento das dívidas, avançamos e hoje somos o responsável por realizar o maior número de cirurgias oncológicas, sessões de radioterapia e quimioterapia. Nosso compromisso com a sociedade foi o combustível para trabalharmos de maneira incansável e dar continuidade ao atendimento diferenciado e humanizado que sempre fez parte da nossa história”; ressalta Marco Antônio Viana Leite, Diretor-Presidente do Instituto Mário Penna.

“A dívida renegociada foi totalmente quitada e não houve quaisquer atrasos em relação aos pagamentos, o que foi muito importante para a credibilidade das partes. Deve ser salientado que a direção atual sempre honrou os pagamentos dos serviços prestados. Os pagamentos ocorreram em dia, de forma regular e pontualmente, o que dá segurança para os médicos e contribui muito para um bom ambiente de trabalho. É uma parceria sólida e séria, que traz benefícios para o Instituto Mário Penna e para todos os envolvidos, particularmente os nossos pacientes; diz Dr. Paulo Guilherme, Médico Patologista.”

Foto: Mperez

Ellias Lima, médico oncologista e Diretor-Presidente da Cooperativa Médica (Oncoop) reforça o empenho da instituição na regularização dos pagamentos em atraso, mesmo não sendo causada pela atual diretoria, e fala da importância disso para a categoria. “A Cooperativa teve um período de bastante dificuldade financeira em 2018 e isso desestabilizou todos nós. No entanto, todos os cooperados continuaram trabalhando, não suspendemos nenhum atendimento na esperança de que a nova diretoria conseguiria resolver esse impasse. E foi o que aconteceu. Desde 2020 tudo começou a se regularizar, negociamos a dívida e, então, os pagamentos começaram a ser realizados regularmente, sem atrasos. Isso foi muito importante porque possibilitou que a Oncoop voltasse a fechar com balanço positivo a partir de 2021, o que não ocorria há 5 anos. A gente só tem a agradecer a parceria que a Oncoop tem com a Diretoria do Mário Penna. Nós estamos de braços abertos para sempre sentar e resolver os problemas da instituição de forma positiva para todos porque sabemos da seriedade de ambas as partes”.

José Mourão Neto, Diretor Técnico Assistencial do Mário Penna, diz que a parceria do corpo clínico foi essencial para o sucesso dessa importante conquista que foi de grande valia para todos. “Agradeço em nome de toda a Diretoria a compreensão, parceria e flexibilidade do corpo clínico, que nos apoiou neste período difícil e não deixou de acreditar que retornaríamos mais fortes e prontos para expandir todo trabalho desenvolvido no Instituto”.

“Dê um fôlego na sua saúde”: Instituto Mário Penna promove campanha de conscientização sobre o câncer de pulmão

Nesse mês, o Instituto Mário Penna abraça a campanha do Agosto Branco. Com o tema “Dê um fôlego na sua saúde”, a instituição chama atenção para a prevenção e diagnóstico do câncer de pulmão.

Segundo Dr. Ellias Lima, médico oncologista do Instituto, o câncer de pulmão acomete cerca de 30 mil pessoas ao ano no Brasil, e é o tipo de câncer que mais mata no mundo.

SINTOMAS 

Em fases precoces, na maioria das vezes, o paciente não apresenta sintomas. Já nos estágios avançados, os sinais se iniciam a partir de tosse com presença ou não de sangue, cansaço, falta de ar e dor no tórax. Além disso, os sintomas podem se originar de algum ponto de metástase, com dores em outros locais. Também se apresentam com dores de cabeça e convulsões, em caso de metástase no cérebro.

“É um desafio muito grande diagnosticar os pacientes de câncer de pulmão no início, justamente pela ausência de sintomas”; relata Dr. Ellias.

DIAGNÓSTICO 

O diagnóstico é feito a partir de exames de imagens, como tomografias ou raio-x do tórax, quando o paciente apresenta algum sintoma. Após a suspeita é feita uma biópsia para confirmar o diagnóstico. Esse procedimento pode ser feito de duas formas: broncoscopia ou punção guiada por imagem. No primeiro caso, é realizada uma endoscopia respiratória dentro do pulmão. Já no segundo, o radiologista intervencionista punciona o lugar da lesão que foi localizado através da imagem. Esse material coletado é enviado ao Laboratório de Anatomia Patológica para a realização do diagnóstico definitivo.

TRATAMENTO  

“A maioria dos casos de câncer de pulmão é diagnosticada em uma fase avançada, na qual a cirurgia tem pouco impacto”; explica Dr. Ellias Lima. Entretanto, existem outros tratamentos que podem ser utilizados. A quimioterapia convencional, apesar dos diversos efeitos colaterais, pode ser usada em pacientes cirúrgicos ou não. Também é possível tratar através da radioterapia, mas é um método menos utilizado.

Em pacientes não cirúrgicos, os tratamentos via oral, chamados de drogas-alvo, são os mais utilizados. Nele, os medicamentos atacam apenas as células cancerígenas, sendo menos tóxicos para o corpo humano. A imunoterapia também pode gerar respostas positivas no tratamento do câncer de pulmão. Neste processo, o sistema imunológico do próprio paciente é usado para combater ou controlar o câncer.

“O avanço nas terapias contra o câncer de pulmão proporciona ao paciente uma sobrevida maior, as custas de menos efeitos colaterais durante o tratamento”; ressalta Dr. Ellias

PREVENÇÃO 

A principal medida de prevenção contra o câncer é a interrupção do hábito de fumar, já que cerca de 85% dos casos da doença estão relacionados ao tabagismo. Para pacientes que nunca fumaram, o risco de desenvolver a doença é bem menor do que aqueles que ainda fazem o uso de cigarros.

Como prevenção secundária é recomendada a realização de uma tomografia de tórax periódica para pessoas com mais de 55 anos e com uma carga de tabaco de mais de 25 anos.

EQUIPE  

O Instituto Mário Penna conta com 19 oncologistas, 4 cirurgiões torácicos e 10 médicos residentes especializados no câncer de pulmão. A equipe também conta com radioterapeutas, radioncologistas, pneumologistas e 2 médicos específicos para o ambulatório. Para complementar, o time multidisciplinar do Instituto também dá suporte aos pacientes durante o tratamento.

NÚMEROS MÁRIO PENNA EM 2021 

301 atendimentos de Pneumologia

1617 atendimentos de Cirurgia Torácica

Equipe de fonoaudiologia faz alerta ao Dia Nacional da Atenção a Disfagia

O Dia Nacional da Atenção a Disfagia é no próximo domingo, no dia 20 de março, e a data tem como objetivo conscientizar e alertar a população e os profissionais de saúde sobre a importância de um diagnóstico correto para a obtenção de um tratamento eficaz.

Raquel Fabiane Santos, Supervisora do Serviço de Fonoaudiologia, explica que a disfagia é uma alteração caracterizada pela dificuldade de engolir alimentos, líquidos ou saliva. “É algo comum e que pode estar associado a diversas doenças, inclusive o câncer. Quando existe alguma alteração no processo de deglutição que pode acometer desde a entrada do alimento na boca até o estômago, identificamos um quadro de disfagia”.

Alguns sintomas que podem ser observados é o tempo prolongado do alimento na boca, ocorrência de tosse ou pigarro, falta de ar ou piora da respiração, saída de alimento pelo nariz, mudança na voz após a deglutição ou sensação de alimento parado. Apesar de não ser considerada uma doença, a disfagia pode levar a consequências graves, como pneumonias aspirativas, perda de peso, desnutrição e desidratação.

No Instituto Mário Penna, a equipe de fonoaudiologia é constituída por dois fonoaudiólogas e uma estagiária atuando em todos os níveis do tratamento oncológico, desde o diagnóstico até o pós-tratamento. São realizados atendimentos multidisciplinares no qual a nutrição, a estomatologia e a fonoaudiologia realizam uma intervenção simultânea.

Prevenção

“A prevenção é a melhor estratégia e, para isso, é importante lembrar a importância de realizar o momento de alimentação em um ambiente tranquilo, sempre sentado, mastigando adequadamente os alimentos e evitando distrações como televisão ou conversar, mantendo a atenção na alimentação”; ressalta Raquel.

Se você perceber algum sintoma, não hesite em procurar um fonoaudiólogo para fazer uma avaliação funcional da deglutição e dar início ao tratamento mais adequado. O fonoaudiólogo é o profissional habilitado a realizar avaliação da deglutição para identificar quais as alterações existentes e se há possibilidade de manter a alimentação pela boca de forma segura. Já o nutricionista realiza avaliação do estado nutricional e, em conjunto com o fonoaudiólogo, participa da indicação da melhor via alimentar para o paciente naquele momento, além de orientar a dieta adequada.

Fique atento aos sinais do seu corpo e cuide da sua saúde!

Olá, como podemos ajudar?

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.