NEP: Pesquisa Clínica do Mário Penna está entre as três melhores do Brasil

O setor de Pesquisa Clínica do Núcleo de Ensino e Pesquisa (NEP) do Instituto Mário Penna ganha destaque como o terceiro maior recrutador de pacientes, entre os 16 centros que desenvolvem o estudo Thor, da farmacêutica Janssen no Brasil, com 31 pacientes até o momento. O Mário Penna está atrás apenas do Centro de Oncologia do ABC e da Beneficência Portuguesa, ambos em São Paulo, com 41 e 31 pacientes, respectivamente. Segundo o último levantamento disponibilizado pela Janssen em 30 de abril, o Brasil está em 12° lugar no ranking de recrutamento no mundo e o NEP está contribuindo para melhorar essa posição.

O estudo Thor oferece tratamento para pacientes com câncer de bexiga que já realizaram uma primeira linha de tratamento com quimioterapia, que em algum momento tiveram recidiva da doença e agora precisam de um novo tratamento. A médica oncologista responsável por este estudo na instituição é a Dra. Joseane Rodrigues Toledo, que juntamente com a equipe de oncologistas e da pesquisa clínica, tem se empenhado em divulgar e recrutar pacientes para participarem do estudo.

“Quando o paciente é identificado como potencial participante, ele é informado sobre o estudo pelo oncologista e, caso demonstre interesse em participar, a equipe de pesquisa clínica entra em contato para aplicar o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE), que é um documento onde estão descritas informações do estudo como”; conta Dra. Joseane Rodrigues Toledo.

Um ponto importante é que os membros da equipe de pesquisa prezam sempre pela autonomia do paciente em decidir por sua participação. “Não medimos esforços para ajudar o paciente a entender como funciona os estudos clínicos. Em alguns casos, quando o paciente é muito humilde, que não sabe ler ou escrever, o processo do consentimento é realizado em duas etapas. Em uma primeira consulta explicamos sobre o estudo, disponibilizamos o TCLE para ele levar para casa, e conversar com os familiares sobre a participação. Em um segundo momento, esclarecemos dúvidas e assinamos o documento.  Nestes casos, pedimos sempre que o paciente venha acompanhado e o acompanhante também assina o termo ciente de que as informações passadas são as mesmas que estão descritas no documento”; explica.

Após esta etapa de assinaturas dos termos, o paciente é incluído no estudo, mas antes de iniciar com a medicação, ele passa por uma série de exames que buscam averiguar se não há nenhum problema de saúde que possa colocá-lo em risco durante o estudo. Ao final do processo, se ele atender a todos os critérios, começamos o tratamento.  “A cada paciente que entra para a pesquisa, o nosso desejo é de que o medicamento o beneficie. Por isso, acompanhamos tudo bem de perto e, ao identificarmos qualquer sinal de perigo, entramos com medidas preventivas”; conclui.

Até o momento, nosso centro recrutou 31 pacientes que se tornaram voluntários no estudo e que irão compor um grupo de outros voluntários, gerando informações que validarão ou não o uso da medicação estudada no futuro.

Diretoria Executiva concretiza nova renegociação com a Caixa para promover maior equilíbrio financeiro da instituição

A atual Diretoria Executiva do Instituto Mário Penna tem canalizado esforços para o alcance da sustentabilidade e do equilíbrio financeiro por meio da consecução de resultados positivos e da promoção de excelência dos serviços assistenciais. A atuação tem sido fortemente embasada nos objetivos estratégicos institucionais vigentes e desdobrados de recuperação assistencial e econômico-financeira, aumento da produção e da receita hospitalar, e renegociações de débitos em aberto – bancários e referentes a fornecedores.

Assim, é importante destacar a última ação executada com êxito pela atual gestão e formalizada na última semana como materialização dos objetivos traçados. Em parceria com a Caixa Econômica Federal, foi firmada uma segunda renegociação dos débitos da instituição, sendo que uma primeira já havia acontecido em 2020.

Na primeira, conseguiu-se uma redução de taxa de juros mensais de 1,75% para 0,97%, com prazo pré-fixado de 120 meses para pagamento. Desta forma, a prestação mensal passou de, aproximadamente, R$ 826 mil (oitocentos e vinte e seis mil reais) para R$ 564 mil (quatrocentos e noventa mil reais), o que representou uma redução mensal de R$ 262 mil (duzentos e sessenta e dois mil reais) e uma economia global de R$ 31,44 milhões.

Buscando ainda uma maior economia e otimização de resultados econômicos e financeiros, fundamentadas nos pilares de recuperação econômica/assistencial, qualidade, eficiência operacional, recolocação no mercado e satisfação do cliente, uma nova proposta de renegociação foi apresentada à Caixa Econômica Federal.

“O Instituto projetou uma melhoria notória da eficiência operacional, principalmente pelo fato de que a renegociação em pauta irá saudar as dívidas em aberto com os Bancos Santander e Bradesco, e ainda disponibilizar recursos para ajudar na revitalização do Hospital Mário Penna, que deverá se tornar um Centro de Referência Oncológica”; explica Marco Antônio Viana Leite, Diretor-Presidente do Instituo Mário Penna.

A renegociação atual com a Caixa foi formalizada com a permanência do prazo de vigência de 120 (cento e vinte) meses, sem carência, além de mais uma significativa redução da taxa de juros para 0,70% frente à anterior de 0,97%. Também foi firmado o pagamento de prestações mensais de amortização do principal, acrescidos de encargos financeiros na ordem de R$ 829.290,89 (oitocentos e vinte nove mil e duzentos e noventa reais e oitenta e nove centavos), com término previsto para 10 de junho de 2031.

“Reconhecemos e agradecemos o empenho da Caixa Econômica Federal em nos possibilitar fazer essa renegociação, sabidos que esses recursos são fundamentais para manter o tratamento oncológico de excelência na instituição. É preciso considerar ainda os resultados promissores alcançados, cabendo destacar e reiterar o contínuo compromisso com a transparência, a recuperação assistencial e econômico-financeira das unidades hospitalares mantidas pelo IMP, diariamente espelhadas na parceria e nas ações do nosso corpo de gestores e colaboradores”; ressalta Marco Antônio.

Seu Imposto de Renda pode ser uma declaração de solidariedade

O mês de maio está terminando e o dia 31 é o prazo final para entregar a Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (DIRPF) 2021.

Você pode destinar parte dos recursos que iriam para a Receita Federal para o “Fundo Municipal do Idoso de Belo Horizonte”, em benefício do Instituto Mário Penna.

A ação é de extrema importância e viabilizará ao paciente idoso um tratamento oncológico qualificado e com acolhimento humanizado na Casa de Apoio Beatriz Ferraz.

Você ajudará sem tirar nenhum centavo do bolso e ainda contribuirá para projetos que impactam positivamente na vida dos idosos.

Pessoas físicas podem destinar até 3% do imposto devido. Para isso, basta optar pela declaração do IMPOSTO DE RENDA no modelo completo e doar para o “Fundo do Idoso”. Já pessoas jurídicas (empresa tributada pelo lucro real) podem direcionar até 1% do imposto devido até 31 de dezembro do ano corrente.

A doação é feita pelo sistema da própria Receita Federal. Os contribuintes que optarem pelo MODELO COMPLETO DE DOAÇÃO devem preencher o formulário, escolher o fundo (Fundo Municipal do Idoso de Belo Horizonte), no qual o projeto do Instituto Mário Penna foi aprovado, calcular na própria declaração o valor a ser doado, emitir e pagar a DARF.

Depois é só enviar um e-mail para projetos.imp@mariopenna.org.br com a confirmação da doação para o Instituto Mário Penna.

Isso acontece de forma simples e objetiva e você irá ajudar os idosos em tratamento oncológico. Faça parte desta ação!

Em caso de dúvidas, entre em contato pelo (31) 3330-9107.

PASSO A PASSO PARA FAZER A DOAÇÃO

  1. Efetive o Incentivo Fiscal na hora de fazer sua declaração, escolhendo o Fundo Municipal do Idoso de Belo Horizonte e preenchendo os dados solicitados na DAA.
  2. Envie um e-mail para a Associação Mário Penna com o comprovante do pagamento do DARF e explicitando que a doação é para o Instituto Mário Penna. O endereço do e-mail é projetos.imp@mariopenna.org.br.

Instituto Mário Penna é o primeiro contemplado pelo SUS a oferecer Laringe Eletrônica aos pacientes laringectomizados

O Instituto Mário Penna alcança um importante marco na história do SUS, sendo o primeiro a receber Laringes Eletrônicas para os pacientes que passam por cirurgias e que precisam de reabilitação para o uso da voz. A Associação de Câncer de Boca e Garganta (ACBG) Brasil esteve à frente da luta para a inserção do aparelho na tabela do SUS por anos e a aprovação foi conquistada no mês de janeiro de 2021.

Pacientes que apresentam câncer avançado em laringe ou região próxima, podem ser submetidos à cirurgia de laringectomia total, a qual arremete a retirada da laringe e, consequente, perda da voz, além das mudanças nas funções de deglutição, respiração e olfação.

Diante da perda da voz, esses pacientes precisam passar por um processo de reabilitação para adequação de todas as funções alteradas e, principalmente, para a retomada da condição de se expressar de forma oral.

“É um momento muito importante para o Instituto Mário Penna. Lutamos há anos por essa conquista pelo SUS para que os pacientes laringectomizados possam voltar a falar e expressar os seus sentimentos. Todos serão contemplados, dos mais antigos até os recém-operados. Eles serão capacitados em atendimentos fonoaudiológicos ambulatoriais, de acordo com o programa de reabilitação proposto e elaborado pela nossa equipe, que engloba desde o conhecimento das potencialidades do instrumento até a aquisição da prática para seu uso de forma fluente”; ressalta Dr. Lorenzo Testolin, médico cirurgião e Coordenador da Residência em Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Instituto Mário Penna.

Raquel Fabiane Santos, Supervisora do Serviço de Fonoaudiologia do Instituto Mário Penna, explica que dentre os recursos utilizados no processo de terapia fonoaudiológica, existem três métodos: fala esofágica, prótese traqueoesofágica e laringe eletrônica.

A fala esofágica, embora não apresente custo financeiro para o paciente, requer acentuado esforço para o aprendizado, associado à habilidade para o desenvolvimento de uma nova organização não fisiológica de produção da fala, a qual em muitos casos pelo nível de dificuldade, resulta no insucesso.

A prótese traqueoesofágica, apesar de ser considerada um recurso padrão ouro por promover fonação com qualidade muito próxima da voz laríngea, apresenta um custo financeiro que nem sempre é acessível a todos os pacientes.

A laringe eletrônica, por sua vez, além de ser um método de grande sucesso no processo de reabilitação, proporciona ao paciente condições de retomar sua comunicação oral por meio do uso do aparelho que produz uma vibração mecânica e, ao ser colocado em contato com a pele da região de pescoço, bochecha ou intraoral, produz uma vocalização que é robotizada e compreensível, mas que de forma proporcional à prótese traqueoesofágica, apresenta um custo financeiro alto, que a tornava inacessível a boa parte da população, até esse momento.

O Instituto Mário Penna – Há 50 anos o Instituto Mário Penna vem se dedicando ao tratamento humanizado de pessoas com câncer. Hoje, classificado pelo Ministério da Saúde como Centro de Assistência de Alta Complexidade Oncológica (CACON), o Mário Penna atua nas áreas de ensino, prevenção e tratamento do câncer. É o maior prestador do SUS em cirurgias oncológicas em Minas Gerais e o primeiro também em tratamentos de radioterapia e quimioterapia.

Em 2020, atendemos mais de 260 mil pacientes de todo o estado, realizamos 272 mil aplicações de radioterapia, 34 mil sessões de quimioterapia e quase 11 mil cirurgias. Além disso, estivamos na linha de frente no combate à Covid-19. Foram criados 64 leitos de enfermaria e outros 30 novos de CTI, direcionados ao tratamento de pacientes com a doença.

 

 

Semana da Enfermagem é celebrada com ações diárias no Instituto Mário Penna

Cuidar do próximo numa entrega incondicional, não é missão para qualquer profissional. Eles zelam por vidas, ensinam sobre compaixão, comprometimento, solidariedade, empatia e amor. Eles passam noites sem dormir e driblam o cansaço com uma força que só eles possuem. A entrega para cuidar do outro não tem limite e eles são capazes de entender o paciente, muitas vezes, só pelo olhar. É uma entrega diária para exercer essa bela missão. Assim, não poderíamos passar a Semana da Enfermagem sem nenhuma homenagem a esses grandes profissionais – Enfermeiros e Técnicos – que, agora mais do que nunca com a pandemia, são essenciais também para na recuperação e cura de milhares de pacientes acometidos pelo coronavírus. Tudo isso sem deixar de lado o cuidado com os nossos pacientes oncológicos.

No Instituto Mário Penna, as ações para homenagear esses “anjos de máscaras” acontecerão durante toda a semana. Para abrir as comemorações, Marco Antônio Viana Leite, Diretor Presidente do IMP, falou nos microfones da instituição parabenizando os profissionais e agradecendo o empenho diário de cada um deles. “Mais da metade dos nossos colaboradores são enfermeiros ou técnicos. Estamos passando por um momento difícil no Brasil com a pandemia e temos muito orgulho e satisfação dos profissionais que fazem parte do nosso time e que estão passando por tudo isso de uma forma impecável. Quero agradecer e ressaltar que a entrega de vocês é o que nos motiva a seguir em frente com a certeza de que somos capazes de enfrentar difíceis missões com muita sabedoria e maestria”; disse em seu discurso.

Todas as noites, a instituição ficará iluminada com luzes verde, cor que representa a enfermagem. Um painel com asas de anjo contendo uma mensagem em homenagem aos profissionais está rodando pelos corredores do hospital para que eles possam fazer fotos.

E não para por aí. Os enfermeiros e técnicos também serão homenageados na parte externa do Hospital Luxemburgo na quinta-feira, 13 de maio, com música e balões brancos que serão soltos durante essa apresentação.

Para saber tudo que tem acontecido na Semana da Enfermagem, acompanhe as nossas redes sociais e no mariopenna.org.br.

Olá, como podemos ajudar?

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.