fbpx

As emendas parlamentares recebidas pelo Instituto Mário Penna são fundamentais para os atendimentos dos nossos pacientes. Nos anos de 2019 e 2020, já foram destinados um total de R$ 21 milhões por políticos representantes da bancada mineira.

Como somos uma instituição filantrópica, lidamos com o déficit da tabela SUS e, por isso, esses recursos, além de manter os nossos atendimentos com qualidade, possibilita o equilíbrio de contas para investimentos, adequações nas instalações e modernização de equipamentos.

O parlamentar que destina emenda, reforça o compromisso com a saúde, reconhecendo a necessidade de se investir em uma instituição que atende mais de 150 mil pacientes oncológicos anuais pelo SUS, realizando o maior número de cirurgias e de aplicações de quimioterapia e radioterapia em pacientes com câncer em Minas Gerais.

 

Os deputados federais que contribuíram são:

Aécio Neves

Bonifácio Andrada

Diego Andrade

Dr. Frederico

Eduardo Barbosa

Eros Biondini

Euclydes Pettersen

Fábio Ramalho

Franco Cartafina

Gilberto Abramo

Greyce Elias

Igor Timo

Junio Amaral

Leonardo Monteiro

Lucas Gonzales

Luis Tibé

Mauro Lopes

Newton Cardoso Jr

Padre João

Pinheirinho

Odair Cunha

Reginaldo Lopes

Saraiva Felipe

Subtenente Gonzaga

Weliton Prado

Zé Silva

 

Ex-deputados:

Aelton Freitas

Delegado Edson Moreira

Jô Moraes

Leonardo Quintão

 

Senadores:

Antônio Anastasia

Rodrigo Pacheco

 

Alguns deputados estaduais também destinaram emendas ao Instituto Mário Penna, sendo eles:

Agostinho Patrus

Claudio do Mundo Novo

João leite

João Vitor Xavier

Laura Serrano

Mário Henrique Caixa

Mauro Tramonte

Professor Irineu

Rafael Martins

 

Ex-deputado

Vanderlei Miranda

 

O Diretor Financeiro do Instituto Mário Penna Israel Gonzaga destaca a importância do resultado. “Cada parlamentar que destinou emendas precisa ser reconhecido por sua visão de gestor e sensibilidade humana, por colocar o mandato a serviço do coletivo e de um trabalho que impacta a vida de quase 154 mil pessoas e suas famílias”.

Olá, como podemos ajudar?