fbpx

Você sabia que há vários tipos de tipos de câncer de mama? Por isso, a doença pode evoluir de diferentes formas. Alguns tipos têm desenvolvimento rápido, enquanto outros crescem mais lentamente. Esses comportamentos distintos se devem a característica próprias de cada tumor.

O câncer de mama triplo-negativo representa cerca de 10-20% de casos de câncer de mama no mundo e 29% no Brasil, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca).  O tratamento das pacientes com o câncer de mama triplo-negativo permanece um desafio na prática clínica. Sabe-se que o acúmulo de alterações genéticas confere vantagens para o crescimento dos tumores e contribui para os desfechos clínicos da doença. No entanto, quais são esses eventos genéticos e como atuam ainda não foram descobertos.

O Laboratório de Pesquisa Básica e Translacional do Núcleo de Estudo e Pesquisa (NEP) do Instituto Mário Penna tem um projeto de pesquisa que visa criar um teste, baseado no conhecimento das características dos tumores das nossas pacientes com o câncer de mama triplo-negativo, que possa prever a resposta ao tratamento quimioterápico para essas pacientes.

Segundo Dra Letícia Braga, coordenadora da pesquisa básica e translacional, testes deste tipo contribuem para a melhoria das futuras abordagens terapêuticas e, consequentemente, a redução da mortalidade e melhor sobrevida das mulheres afetadas. “Nossa proposta foi submetida ao Programa de Pesquisa para o SUS, lançado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) e estamos aguardando retorno para começar os trabalhos. Esta é mais uma iniciativa do Instituto Mário Penna para fazer a diferença no cuidado das nossas pacientes”.

Ainda segundo Dra. Letícia Braga, o teste consiste em um exame imune-molecular do microambiente tumoral das pacientes e um algoritmo para predição inteligente de resposta ao tratamento.”

Aguarde! Em breve divulgaremos novos projetos do NEP!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Você pode usar essas tags e atributos <abbr title = "HyperText Markup Language"> HTML </abbr>: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Olá, como podemos ajudar?