O grupo de pesquisadores do Laboratório de Pesquisa Translacional em Oncologia do Núcleo de Ensino e Pesquisa (NEP) do Instituto Mário Penna realizou a investigação de pontos de controle imunológico em amostras de câncer de colo do útero. “No artigo publicado na revista internacional Experimental a Molecular Pathology demonstramos que as pacientes com câncer de colo de útero que responderam ao tratamento quimioterápico padrão apresentavam maior quantidade das moléculas PD-L1 e PD-L2. Ou seja, essas células do câncer estão apresentando estratégias para neutralizar a ação das células de defesa. Sendo assim, a utilização de imunoterapias poderia bloquear a ação atenuadora das células neoplásicas contra o sistema imunológico. Consequentemente, a utilização de imunoterapia poderia beneficiar as pacientes com câncer de colo uterino que não respondem bem à quimioterapia padrão e, desse modo, prolongando a sobrevida dessas mulheres”; conta a Coordenadora do Laboratório, Dra. Letícia Braga.

Mas, você sabe o que é imunoterapia e como os pacientes podem se beneficiar com esse tratamento? Quem nos explica é a Dra.Tálita Moreira, imunologista, pesquisadora do Laboratório de Pesquisa Translacional em Oncologia do NEP.

“Imagine se o seu próprio organismo pudesse favorecer a eficiência do tratamento oncológico? Foi baseando-se nessa pergunta que os cientistas desenvolveram as imunoterapias. Nesse tipo de terapia, a premissa é permitir que as células do sistema imunológico (que já possuímos em nosso organismo) possam reconhecer as células malignas e destruí-las. Dentre as diversas modalidades de imunoterapias, existe aquelas que utilizam bloqueadores das moléculas do ponto de controle imunológico e, assim, libertando as travas para que células imunológicas específicas possam encontrar e destruir as células malignas”.

Estes medicamentos, administrados isoladamente ou em combinações, foram testados pela primeira vez num melanoma avançado. Os pesquisadores ficaram surpresos com algumas respostas excepcionais obtidas após usar imunoterapia como, por exemplo, alguns pacientes apresentaram sobrevivência prolongada em até 10 anos. Estes resultados encorajadores levaram à ensaios clínicos em outros tipos de câncer, cujas respostas iniciais mostraram benefícios no câncer do pulmão, câncer da mama, câncer da cabeça e do pescoço e câncer do fígado.

Para conhecer todos os resultados do artigo publicado pela equipe do NEP, acesse aqui.

*Texto escrito pela equipe do NEP

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos <abbr title="Linguagem de marcação de hipertexto">HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> </abbr>

*

Olá, como podemos ajudar?

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.