As mutações genéticas podem levar ao desenvolvimento do câncer e as pesquisas mostram que 66% delas que causam tumores são aleatórias, apenas 29% são ligadas ao ambiente ou estilo de vida e apenas 5% estão ligadas a hereditariedade. Mas, você sabe o que são as mutações?

Todos os seres vivos possuem um material genético que é responsável por gerar o organismo e o manter em funcionamento. Esse material genético funciona como um código que precisa ser lido e interpretado sempre que uma atividade biológica é necessária nesse organismo. Cada espécie possui um código genético que é próprio e que é o mesmo entre todos os indivíduos dessa espécie. Contudo, cada indivíduo possui pequenas diferenças que os distinguem uns dos outros. Isso acontece também com todos nós. Temos o mesmo código genético, mas cada um possui pequenas diferenças que nos fazem diferentes mesmo quando comparados com nossos irmãos.

Quando nossas células vão se multiplicar, seja para reparar um tecido machucado, seja para repor outras células, esse código genético precisa se duplicar. Isso é importante para que cada nova célula tenha a mesma informação genética daquela que a originou. Durante esta etapa de duplicação, pequenos erros podem acontecer no código genético e eles são chamados de mutações.

A maioria das mutações que ocorrem são corrigidas ou a célula é destruída. Contudo, algumas células com mutações podem permanecer no organismo. Algumas dessas mutações podem trazer vantagens ao ser vivo e esse tipo de mutação é uma das responsáveis pela evolução dos seres vivos, ou seja, são legais. Mas, algumas podem ser bastante problemáticas e podem causar problemas sérios, como aquelas que desencadeiam o câncer.

Identificar essas mutações é fundamental para entender as características da doença e propor metodologias de tratamento cada vez mais individualizadas e assim, auxiliar para que os pacientes possam ter uma resposta mais eficiente aos tratamentos disponíveis e consequentemente, tenham maior possibilidade de cura. Além disso, o conhecimento das mutações em tumores pode identificar ainda novos tipos de tratamento.

“Trabalhando na fronteira do conhecimento e das pesquisas sobre o câncer e com o propósito de expandir esse conhecimento científico, propondo soluções para o diagnóstico e tratamento dos pacientes oncológicos, os pesquisadores do Laboratório de Pesquisa Translacional do Núcleo de Ensino e Pesquisa (NEP), estão desenvolvendo estudos para avaliar a carga de mutações presentes nos pacientes com câncer de mama e ovário”; afirma o Dr. Fábio Queiroz, um dos pesquisadores do Laboratório. A metodologia aplicada nessas pesquisas foi desenvolvida pela Qiagen™, empresa de renome internacional na produção de insumos de biotecnologia.

*Texto escrito por Dr. Fábio Ribeiro Queiroz

Olá, como podemos ajudar?

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.