fbpx

Está germinando um novo espaço no Instituto Mário Penna. O “Reintegrar” fará de um lote sujo e ocioso um local para o cultivo de uma horta orgânica e espaço verde para a terapia de pacientes e acompanhantes. A inauguração deste espaço, que fica ao lado do Hospital Luxemburgo, será no dia 16 de dezembro, às 11 horas, e contará com a participação dos alunos da Escola Municipal Mestre Paranhos, vizinha ao hospital Luxemburgo. Eles serão os responsáveis pelo colorido do muro que terá a pintura assinada pelo artista visual Guido Boletti.

O projeto engloba o plantio de uma horta com sementes retiradas dos alimentos preparados no Serviço de Nutrição e Dietética (SND) do Hospital Luxemburgo e outras mudas. A atividade do plantio poderá ser realizada por pacientes liberados pela equipe médica e seus acompanhantes, supervisionados pela equipe Assistencial e pela Gestão Ambiental do Instituto. Neste espaço, serão plantadas mudas de abóbora, mandioca, tomate, melancia, melão, pepino, chuchu, hortaliças e tudo que for colhido será destinado às refeições que são produzidas para os pacientes e acompanhantes do hospital e da Casa de Apoio Beatriz Ferraz.

 

Para o início do Reintegrar, a equipe do Instituto Mário Penna já colocou as mãos na terra. O jardineiro vem preparando a compostagem da terra com a produção de adubo com os resíduos orgânicos que são produzidos no SDN. Já o muro, que receberá a pintura do artista visual, está sendo reformado com o apoio financeiro das Voluntárias do Instituto Mário Penna (VOLMAPE) e com a mão de obra do pessoal da Manutenção do IMP.  Além do patrocínio da VOLMAPE, o projeto também conta com doações de empresas parceiras.

Outra grande iniciativa do Reintegrar será a criação de um espaço verde com consultório a céu aberto, proporcionando bem-estar e lazer aos pacientes internados, podendo inclusive contribuir para a sua desospitalização. “Diversas pesquisas mostram a importância de ter áreas verdes nos hospitais e a eficácia destes no tratamento dos pacientes. O contato com áreas ajardinadas, por exemplo, pode reduzir em até 50% o tempo de internação dos pacientes. Além disso, queremos oferecer uma alternativa de distração para os acompanhantes, que tem papel fundamental para o sucesso do tratamento, mas que muitas vezes acabam ficando estressados e desgastados devido ao tempo grande de internação”, explicou Natália Lá-Badié Dolabela, Analista Ambiental do Instituto Mário Penna.

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Você pode usar essas tags e atributos <abbr title = "HyperText Markup Language"> HTML </abbr>: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Olá, como podemos ajudar?