fbpx

A doação de sangue é um ato que pode salvar vidas. E para o Instituto Mário Penna, cada doação é muito importante, principalmente em um período de pandemia, como a do coronavírus. Quando os estoques de sangue estão baixos, cirurgias oncológicas podem ser canceladas, abreviando o tempo de vida dos pacientes.
O Mário Penna é a maior instituição filantrópica do Estado. Recebe diariamente dezenas de pessoas e, em 2019, atendeu cerca de 241 mil pacientes.
Mariana Neves, Hematologista e Hemoterapeuta do Instituto Mário Penna, explica a importância do ato. “A doação de sangue precisa continuar, porque os pacientes graves continuam precisando de cirurgias e de atendimentos de urgência. Pedimos que todos os doadores continuem nos ajudando esse ato pode salvar muitas vidas”.

Estoque abaixo da média

De acordo com informações do Hemominas, o banco de sangue do Estado está em baixa deste fevereiro, quando fortes chuvas atingiram BH e grande parte de Minas Gerais.
A situação piorou durante a pandemia de coronavírus, já que muitas pessoas que fazem parte do grupo de doadores em potencial estão evitando comparecer aos postos de doação com medo de serem contaminadas. No entanto, o Hemominas informou que, apesar de compreender o receio da população, o local é bastante seguro e que medidas de higienização estão sendo reforçadas.
Quem quiser doar, pode comparecer a uma das unidades do Hemominas, agendar o procedimento pelo telefone 155 ou pelo aplicativo para Android e IOS “MG App”.
Pode doar sangue pessoas saudáveis (que não possuam doenças infecciosas), com idade entre 16 e 69 anos. Também não deve doar quem apresenta qualquer sintoma gripal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Você pode usar essas tags e atributos <abbr title = "HyperText Markup Language"> HTML </abbr>: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Olá, como podemos ajudar?