Neste mês, a cor ganha destaque para alertar a população sobre o terceiro câncer mais comum entre as mulheres, com 530 mil casos novos por ano no mundo.

O avanço no diagnóstico precoce não retirou o câncer de colo do útero da terceira posição entre os mais incidentes na população feminina, atrás somente do câncer de mama e do colorretal, além de ser a quarta causa de morte de mulheres por tumores no Brasil. Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) indicam que, na década de 90, 70% dos casos diagnosticados eram de doença invasiva, ou seja, em estágio mais avançado. A estimativa para 2016 era de aproximadamente 16 mil novos casos da doença segundo, o INCA. Atualmente, 44% dos casos são de lesão precursora do câncer.

Para conscientizar a população sobre as formas de prevenir o câncer de colo de útero foi estabelecido o “Janeiro Verde”. Dr.ª Telma Franco, ginecologista do Instituto Mário Penna, explica que como este tipo de neoplasia está associada ao HPV – vírus que pode ser transmitido pelas relações sexuais -, a existência de tantos novos caso se justifica pelo fato de as mulheres estarem iniciando a vida sexual precocemente e com múltiplos parceiros. Existem mais de 150 tipos de HPV, sendo alguns de baixo risco (podem causar verrugas) e outros de alto risco (podem causar câncer). “Quanto maior o número de parceiros, maior a chance de contato com um portador de HPV de alto risco. Eles podem ocasionar uma lesão pré-maligna que, se não for tratada nessa fase pode evoluir para o câncer propriamente dito”, reforça a médica.

Diante deste cenário, a especialista destaca a importância da vacina contra o HPV, entre outras formas de prevenção. “Está disponível na rede pública e deve ser aplicada, preferencialmente, em meninas com idade entre 9 e 11 anos e antes de iniciada a atividade sexual. Dessa maneira, a imunidade produzida pela vacina é melhor. No entanto, se a vacina não foi aplicada nessa idade, a mulher pode ser vacinada em qualquer outra época da sua vida e, se possível, antes dos 25 anos. Outro cuidado importante é “não iniciar a atividade sexual muito precocemente, usar preservativo e evitar multiplicidade de parceiros”, afirma a médica. A vacina deve ser aplicada também nos meninos.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), indicam que a incidência do câncer de colo uterino aumenta nas mulheres entre 30 e 39 anos de idade, e atinge seu pico na quinta ou sexta décadas de vida. Uma vez diagnosticado o tumor, o tratamento pode ocorrer de diversas formas. Nos casos de lesões em estágio muito inicial, é feita uma cirurgia para retirada apenas do colo uterino. Caso a doença esteja mais avançada, deve-se retirar todo o útero ou a paciente deve ser encaminhada para a radioterapia e quimioterapia, se o tumor for maior ou tenha se disseminado para fora do colo uterino, por exemplo.

“Se a paciente apresentou uma lesão que foi produzida por um vírus de baixo risco (que geralmente causa verruga), a chance de apresentar câncer é pequena. Cerca de 80% das mulheres que iniciaram a vida sexual podem apresentar teste positivo para o HPV, mas a maioria absoluta delas não vai desenvolver lesão alguma. As pacientes que tiveram contato com HPV poderão apresentar, também, uma lesão pré-maligna e um número pequeno dessas lesões pode evoluir para câncer, se não forem tratadas adequadamente”, reforça a Drª Telma.

Para a Superintendente Hospitalar do Instituto Mário Penna, Dr.ª Carolina Mourão, as campanhas de prevenção são importantes para chamar a atenção do público para frequentar o médico e fazer os exames regularmente. “Sabemos que alguns tipos de câncer quanto mais cedo iniciar o tratamento maiores as chances de cura. Por isso, as campanhas de prevenção são importantes para alertar a população”, afirma a Superintendente.

Acesse o Portal do Câncer e saiba mais sobre o câncer de colo uterino:

Olá, como podemos ajudar?

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.