Comemorar o Dia das Mães é mais que exaltar o sagrado que gera a vida, é também ressaltar o feminino que acolhe diversos seres. No Instituto Mário Penna todos os dias mulheres acolhem pacientes, seja na assistência, na pesquisa ou na administração. É o caso da Letícia Braga, Gerente de Pesquisa Translacional do Instituto Mário Penna – Ensino, Pesquisa e Inovação (IEPI Mário Penna). Na tríade carreira-família-maternidade, a pesquisadora salienta que se sente orgulhosa por conciliar a missão, não muito fácil, de exercer múltiplas funções. “Ser cientista me empolga, ao passo que ser mãe me completa”.

Para a mãe e pesquisadora, trabalhar no IEPI Mário Penna também é especial por um motivo admirável: dividir as bancadas da pesquisa com a filha, Stephanie Braga. Acadêmica de Medicina, Stephanie faz estágio no laboratório de Anatomia Patológica do Instituto e ressalta que a medicina sempre foi um grande sonho. “No entanto, atuar na área oncológica foi uma decisão inspirada no trabalho da minha mãe, que é uma referência pessoal e profissional”. Letícia contrapõe que, diariamente, aprende e se tornar uma gestora melhor, em contato com a filha.

A pesquisa feita por mãe e filha curiosamente é desenvolvida na área da genética – uma extensão do conhecimento científico que aborda o que é transmitido aos filhos e às próximas gerações. Letícia Braga diz que a genética é mais que uma ferramenta para entender a história familiar e o impacto dela sobre a vida humana. “Com o mapeamento genético é possível compreender o risco de doenças como o câncer e problemas do coração, ou até mesmo entender como cada corpo responde a um tratamento”.

No que tange o campo científico, por muitos anos as mulheres eram impedidas de frequentar as instituições de ensino e desenvolver pesquisas. Uma nova lógica se reencaixa à atualidade. As últimas décadas trazem consideráveis avanços no que se refere à inserção e à participação das mulheres na ciência. O ambiente científico ainda apresenta grandes desafios, desde uma produtividade acadêmica pautada em intensas publicações – uma vez que áreas de pesquisa se alicerçam na realização de experimentos, entrevistas e testes -, até à conciliação com outros desenvolvimentos da vida. No entanto, a sociedade vive um tempo propício para a compreensão de um mundo onde a mulher, mãe ou não, seja contemplada nas avaliações e na divisão do trabalho, representando assim, uma atualidade mais diversa e inclusiva, também no cenário da ciência

De acordo com dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Governo Federal, as mulheres matriculadas no país representam 57% e são maioria no ensino superior. Elas também são detentoras da maior quantidade de bolsas de estudo do Brasil, produzindo 72% das pesquisas, de acordo com apontamentos da Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação. Ou seja, na carreira acadêmica-científica há um relevante recorte de produção que é desenvolvido por mulheres – muitas dessas, mães.

Na profissionalização e expectativa do sucesso na carreira, as mulheres trilham caminhos que dialogam com a manutenção e responsabilidade em relação aos filhos. Hoje em dia, as mulheres conciliam o exercício socialmente complexo do cuidado – dentro de seus próprios lares ou fora deles, auxiliando demais famílias – com a liderança profissional. Nos mais diversos cargos, sejam políticos ou em profissões como a medicina, a engenheira, o ramo empresarial ou como profissionais autônomas, as mulheres passam a ocupar espaços de destaque na sociedade. Letícia Braga conclui que com dedicação, compromisso, ética e paixão pelo fazer laboral, as mães são capazes de superar desafios e entregar à sociedade verdadeiros propósitos transformadores.

O Instituto Mário Penna – Ensino, Pesquisa e Inovação também assume uma transformação no cenário científico, pelo interessante fato de que a nova unidade possui um grupo majoritariamente feminino de pesquisadoras, bem como nas demais funções, o que representa mais oportunidades às mães cientistas do Brasil. Os espaços são geridos por mulheres, tanto na pesquisa clínica, onde é possível prevenir, detectar, controlar e tratar doenças com a descoberta de detalhes fundamentais da biologia dos tumores, quanto na pesquisa translacional, que possibilita a geração de produtos inovadores e que impactam positivamente a qualidade de vida dos pacientes oncológicos.

Foi por meio da unidade, na área de Pesquisa Clínica, entre os anos de 2017 e 2020, que Doralina Barbosa de Figueiredo, 87 anos, fez o tratamento de imunoterapia e obteve êxito (resposta completa ao protocolo de pesquisa). A mãe de seis filhos – entre eles uma médica que acreditou na terapêutica desde o início – celebra e agradece por poder comemorar mais um “segundo domingo de maio” com a família. Dona Doralina é uma dessas mães que representam milhares de outras, pela força e sorriso no rosto. Bisavó de três crianças e avó de mais 12, hoje em dia a paciente faz apenas o controle pós-tratamento no Instituto Mário Penna. “Às mães que tiverem a mesma doença que a minha, não desanimem. Façam o tratamento com fé, amor e dedicação que dará certo. Eu fui tratada com um ótimo atendimento, tenho só a agradecer por estar curada e bem”.

Neste Dia das Mães o Instituto Mário Penna deseja uma feliz vida à todas essas mulheres que cuidam. Milhares de: Letícias, Sthephanies e Doralinas! Mulheres que auxiliam umas às outras a vencerem, seja na vida profissional ou até mesmo uma doença, como especificamente o Câncer. Nosso mais sincero agradecimento a todas as mães que fazem do cuidado humanizado, pelos corredores do “maior de Minas no combate ao câncer”, uma missão a ser percorrida e honrada.

$ s respostas a “$ s”

  1. Feliz dia das mães!!!

  2. Aplausos de pé para Leticias, Sthephanies e Doralinas.
    Artigo esclarecedor, animador, encorajador.
    Parabéns para as que já são * MÃES e para quem. certamente será.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos <abbr title="Linguagem de marcação de hipertexto">HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> </abbr>

*

Olá, como podemos ajudar?

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.