O Instituto Mário Penna alerta para a prevenção do câncer do colo de útero com a campanha Março Lilás, que tem o objetivo de conscientizar as mulheres sobre importância de se protegerem da doença, principalmente fazendo o exame de prevenção à doença, mais conhecido como Papanicolau.

Em todo o Brasil, são esperados, anualmente, uma incidência de 16.370 casos novos da doença, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA).

Causado pelo papilomavírus humano (HPV), que é transmitido pela relação sexual, o câncer do colo de  útero é o quarto mais comum entre as mulheres, segundo a Coordenadora do Serviço de Ginecologia Oncológica do Instituto Mário Penna, Telma  Maria Rossi de Figueiredo Franco. “Esse vírus é muito comum em quem já tem a vida sexual ativa e geralmente ele desaparece. Mas quando esse desaparecimento não ocorre e ele é associado a outros fatores como tabagismo e uso de pílula anticoncepcional, ele pode provocar o câncer. O ideal é que essa infecção gerada pelo vírus seja evitada de todas as formas possíveis e o exame Papanicolau é a forma de prevenção indicada”.

 

A médica explica ainda que o câncer é mais comum em mulheres mais velhas, mas a prevenção deve ocorrer em todas aquelas que já têm relações sexuais.
“O exame de prevenção deve ser feito todos os anos para pacientes que tenham acima de 25 anos. Em alguns casos, esse exame é indicado em um intervalo de tempo menor ou maior, mas isso depende da avaliação de um médico”, explicou Telma.

 

A profissional também fala sobre a importância das vacinas contra o HPV, disponível em toda a rede pública de saúde e indicada para que meninas, de 9 a 14 anos, e meninos, de 11 a 14 anos, fiquem imunes ao vírus.

Ela também ressaltou o quanto a doença pode prejudicar a mulher. Por isso é importante a visita ao médico para que exames sejam realizados e a paciente não corra o risco de descobrir a doença em estágio avançado. Ou seja, quanto mais cedo for identificada, maiores as chances de cura. “Se descoberta em estágio inicial, a doença tem um tratamento simples, que é uma cirurgia para a retirada de um pedaço, bem pequeno, do útero. Por isso esse controle é tão indicado. O estágio inicial em qualquer câncer aumenta as chances de cura”, finalizou a ginecologista.

 

Sobre os sintomas, quando em estágio avançado, a mulher pode apresentar sangramento vaginal em período intermitente ou após relação sexual, secreção vaginal anormal e dor abdominal associada a queixas urinárias ou intestinais.

 

Em 2018, 273 mulheres receberam tratamento no Instituto Mário Penna. Dessas, 18 passaram por cirurgia e 25% tinham idade inferior a 40 anos quando o câncer de útero foi detectado.

 

 

 

Olá, como podemos ajudar?

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.