fbpx

No dia 11 de fevereiro, o mundo inteiro comemorou o Dia Internacional de Mulheres e Meninas na Ciência. Este dia foi estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU), há seis anos, e tem como objetivo de celebrar os feitos de mulheres na área e encorajar gerações mais novas a buscarem a carreira científica.

O Relatório de Ciências da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, e Unesco, publicado em alusão à data, aponta disparidades maiores em áreas altamente qualificadas, como inteligência artificial, onde apenas 22% dos profissionais são mulheres.

Por outro lado, segundo o mesmo relatório, em outras áreas de pesquisa, como em ciências da vida e saúde, as mulheres representam 60% do número de pesquisadores. Contra a Covid-19, elas, representaram 70% de todos os profissionais de saúde que lideram a resposta à pandemia. Contudo, ainda há um longo caminho a percorrer para a igualdade de gênero.

No Núcleo de Ensino e Pesquisa do Instituto Mário Penna, elas são maioria absoluta. Entre pesquisadores doutores e alunos de iniciação cientifica, elas representam 81%. Com seu jeito intuitivo, dedicado, inteligente e cheio de charme, elas veem fazendo ciência e contribuindo para melhorar a qualidade de vida dos pacientes oncológicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Você pode usar essas tags e atributos <abbr title = "HyperText Markup Language"> HTML </abbr>: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Olá, como podemos ajudar?