fbpx

Código Azul. E agora? Os colaboradores da parte administrativa podem não saber o que é isso, mas já devem ter ouvido pelo auto falante do hospital. Isso significa que algum paciente teve uma parada cardiorrespiratória (PCR) e precisa de agilidade da equipe para que ele receba rapidamente atendimento e sua vida seja salva. Pensando em aprimorar esse tipo de atendimento, uma simulação foi realizada no centro cirúrgico e no Posto 8.

O simulado foi ministrado pelo Coordenador de Enfermagem do Bloco Cirúrgico Éder Júlio Rocha utilizando uma metodologia moderna, capaz de conferir maior detenção do conhecimento, além de trabalhar o desenvolvimento técnico, postura e liderança do colaborador.

Éder explica que a educação corporativa é hoje um dos maiores investimentos estratégicos que a gestão pode promover. Ele ressalta que a instituição ganha com a otimização dos processos, melhoria na qualidade assistencial e na otimização da segurança do paciente.

“Todos os ensinamentos do simulado de código azul visam ser aplicados na prática em um cenário emergencial. A ideia é progredir o nível do treinamento para os participantes pensando em formar os times de respostas rápidas que serão os profissionais de referência para iniciar o atendimento da PCR; conclui.

Segundo Alessandra Fantaguzzi, Gerente de Enfermagem, a ideia é que no primeiro trimestre deste ano esse aperfeiçoamento seja realizado em todos os setores técnicos da instituição.

Olá, como podemos ajudar?