fbpx

Para preservar pacientes e colaboradores, o Instituto Mário Penna adotou medidas preventivas ao coronavírus. Além da criação de um comitê de enfrentamento à doença, a instituição também adotou algumas medidas que já estão sendo colocadas em prática desde segunda-feira (16).

Em relação às consultas eletivas, todas aquelas já marcadas deverão ser reagendadas. Já em relação às visitas, está proibida a entrada de visitantes e acompanhantes acima de 65 anos e de qualquer pessoa que apresente sintomas gripais.

As visitas foram reduzidas a uma pessoa por paciente e com duração máxima de uma hora. Além disso, os visitantes devem se dirigir apenas para o leito do seu paciente, não sendo permitido transitar por outros setores.

 

 


 

Casos suspeitos 

 

Apesar de ter recebido apenas um paciente com caso suspeito de covid-19, a doença causada pelo coronavírus, o Instituto Mário Penna adotou um novo modelo de triagem, como explica o Médico Infectologista e Coordenador do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar do Instituto Mário Penna, Flávio de Souza Lima.

 

“Aquele paciente que apresentar sintoma gripal, deverá avisar aos nossos colaboradores e serão encaminhados a uma triagem, com profissionais devidamente orientados e todo o material específico que é recomendado neste caso”, explicou.

 

Além das medidas, o Instituto também decidiu pela suspensão provisória dos estágios e de eventos dentro das unidades de saúde. Apesar das mudanças, os pacientes oncológicos serão atendidos normalmente na primeira consulta, procedimentos, retornos cirúrgicos e nos agendamentos de radioterapia e quimioterapia.

Olá, como podemos ajudar?