Governador visita o Instituto Mário Penna

O Instituto Mário Penna recebeu, na manhã desta segunda-feira (23/7), a visita do governador do estado de Minas Gerais, Fernando Pimentel e da primeira-dama, Carolina de Oliveira Pimentel, que estavam acompanhados dos Secretários de Estado da Saúde, Nalton Moreira; da Casa Civil, Marco Antônio Teixeira; de Governo, Francisco Moreira e de Assuntos Municipais, Marco Antônio Leite. além do. Na ocasião, o governador conheceu um pouco da estrutura e dos serviços prestados pelo Instituto.

Também estiveram presentes o Deputado Federal Leonardo Quintão, o presidente da Cemig, Bernardo Salomão de Alvarenga e os procuradores do Ministério Público do Trabalho, Dra. Adriana de Moura Souza e Dr. Geraldo Emediato de Souza e as representantes da Associação Brasileira de Designers de Interiores em Minas Gerais (ABD-MG), Jaqueline Frauches e Rosângela Reis.

Durante a visita, o presidente do Instituto Mário Penna, Paulo José de Araújo, reforçou a importância do Instituto Mário Penna no cenário da saúde em Minas Gerais: “A Instituição é reconhecida pela sociedade mineira por sua atuação ética e transparente, que nos leva sempre a reconhecer e enaltecer a gratidão de todos aqueles que aqui labutam, aos nossos apoiadores e voluntários. Além do reconhecimento ao bom profissional no compromisso com a perenidade da Instituição e de sua sustentabilidade financeira, assim como o respeito à qualidade de vida”, afirmou.

A procuradora-chefe do Ministério Público do Trabalho (3ª Região – Belo Horizonte), Dra. Adriana de Moura Souza, salientou o papel do órgão na erradicação da pobreza e da desigualdade, principalmente, no acesso a direitos básicos, como a saúde. “Nosso objetivo é trazer para a sociedade, não só a universalização da saúde, mas do bem-estar. Sabemos que o país, de uma maneira geral, está passando por uma crise sem precedentes. Se nós (Ministério do Trabalho) temos a oportunidade de ajudar, com certeza nós vamos ajudar”, afirmou a Procuradora-Chefe.

O governador Fernando Pimentel agradeceu o que o Instituto Mário Penna tem feito pelos mineiros: “O Mário Penna não só merece nosso apoio, mas nossa admiração, respeito e carinho pelo o que tem feito ao longo destes anos”, disse. O governador ainda reiterou o compromisso do governo do estado para com a instituição. “Contem conosco. Nós vamos fazer todo o esforço para regularizar o que precisar”, afirmou o governador Fernando Pimentel. 

Coral

Durante a visita, o governador pode, ainda, conhecer o Coral dos Pacientes Laringectomizados do Instituto Mário Penna. Dez vocalistas, acompanhados por dois músicos voluntários, fizeram uma curta, mas emocionante apresentação. Em função da doença, muitos pacientes passam por transformações físicas, que incluem a cirurgia de excisão da laringe (laringectomia). O coral visa resgatar a autoestima desses pacientes. A fonoaudiologia também acompanha o coro nos ensaios e apresentações musicais, além de realizar atividades para o aperfeiçoamento da voz dos pacientes.  

PET-CT

O governador teve a oportunidade, ainda, de conhecer o equipamento de Tomografia Computadorizada por Emissão de Pósitrons, conhecido como PET-CT (ou PET-Scan). O método da medicina nuclear permite o mapeamento de diferentes substâncias químicas no organismo e é uma das técnicas mais modernas na detecção de cânceres.

De acordo com a médica nuclear Denise Ferreira Rodrigues, o PET-CT é o primeiro equipamento de Belo Horizonte que irá atender a população usuária do Sistema Único de Saúde. “O PET-CT tem impacto direto no diagnóstico precoce de doenças oncológicas, no planejamento terapêutico e no acompanhamento do tratamento. O aparelho permite, de forma precoce, avaliar se a terapia que o paciente está submetido vai ter o efeito desejado ou não”, disse a Dra. Denise.

Reforma

Por fim, o governador conheceu apartamentos reformados no Hospital Luxemburgo. O projeto de revitalização do hospital foi elaborado gratuitamente pela Associação Brasileira de Designers de Interiores e viabilizado com recursos do Ministério Público do Trabalho (3ª Região – Belo Horizonte).

Instituto em números

O Instituto Mário Penna é uma das principais instituições filantrópicas de saúde de Minas Gerais e é composto pelos Hospitais Mário Penna e Luxemburgo, a Casa de Apoio Beatriz Ferraz e o Núcleo de Ensino e Pesquisa. O Instituto tem mais de 60% dos seus pacientes provenientes do SUS e responde por cerca de 70% dos atendimentos dos novos casos de câncer da Região Metropolitana de Belo Horizonte e mais de 20% do total de novos casos de câncer em todo o estado.

A instituição alcança cerca de 760 munícipios mineiros. Em 2017, realizou 240 mil sessões de radioterapia, 33 mil de quimioterapia, 100 mil consultas, 1,2 milhões de procedimentos e 60 transplantes de medula óssea. Para 2018, a expectativa é que as doações ajudem a manter o pleno funcionamento da instituição, ameaçado pela situação econômica vivido pela país e Minas Gerais. Atualmente, cerca de 200 mil doadores ajudam o Instituto Mário Penna regularmente.

 

 

 

 

 

 

 

 

Dia do amigo – Menos rivalidade, mais amizade

No dia 20 de julho é comemorado o dia do Amigo e para celebrar esse momento, o Instituto Mário Penna recebeu a visita dos mascotes dos maiores times de Minas Gerais: América, Atlético e Cruzeiro. Os clubes deixaram mais uma vez a rivalidade de lado para se unirem em apoio ao Instituto Mário Penna e seus pacientes.

Durante a ação, que faz parte da Campanha Torcida Mário Penna e tem o apoio dos times e de jogadores de futebol, os mascotes percorreram a Unidade de Internação do Hospital Luxemburgo fazendo brincadeiras e tirando muitas fotos com pacientes, acompanhantes e colaboradores que não se fizeram de tímidos para fazer várias selfies com o Coelhão, o Galo Doido, o Raposão e o Raposinho.

De acordo com o Coordenador de Marketing do Instituto Mário Penna, Rodrigo Paoliello, realizar essa ação de desdobramento da campanha Torcida Mário Penna é mais uma prova do comprometimento dos clubes mineiros em ajudar o Instituto Mário Penna, e os maiores beneficiados são os pacientes de centenas de cidades mineiras que precisam do atendimento prestado pela Instituição. “Além de trazer alegria aos pacientes e colaboradores, a ação é mais uma amostra da união dos times em prol da nossa campanha e, principalmente, da obra Mário Penna”, destacou Rodrigo.

 

 

 

 

 

 

Bazar do Bem chega a sua 5° edição.

Nos dias 30 e 31 de agosto e 1º de setembro, as Voluntárias do Mário Penna, realizam o 5º Bazar do Bem em prol do Instituto Mário Penna.
As doações para o bazar serão recebidas nos pontos destinados a recolhimento. E você pode doar roupas femininas, masculinas, infantis, bolsas e acessórios em bom estado de conservação e de qualidade!
Toda a renda arrecadada será convertida em ações e doações para o Instituto Mário Penna. Ajude você também e entregue nos postos de recolhimentos até o dia 20 de agosto.

Fique atento aos locais de recolhimento!

Hospital Mário Penna – Av. Churchill, 230. Santa Efigência
Supermercados Verdemar – Unidades Sion | Buritis | Raja | Jardim Canadá | Savassi | Serra
Amis – Rua Levindo Lopes, 357, Funcionários
Vila Giannina Restaurante – Praça Carlos Chagas, 59. Santo Agostinho
Supermercado 2B – Rua Rio Negro, 477 – Prado
IWS Lourdes – Av. Olegário Maciel, 2335
IWS Santa Efigênia – Avenida do Contorno, 3946.

As peças serão vendidas na Sede da Amis: Rua Levindo Lopes, 357 – Funcionários.

Dia da Saúde comemorado em campo

Comemorado em campo o dia da saúde e em continuidade à campanha“Torcida Mário Penna”- que busca despertar a atenção da população para a delicada situação da instituição e com isso ganhar seu apoio por meio de doações ao Instituto Mário Penna -, o Atlético recebeu, para a partida contra o Internacional de Porto Alegre, na noite dessa segunda-feira (06/08), pacientes, médicos e profissionais da saúde dos hospitais do Instituto. Os convidados estavam uniformizados com a camisa da campanha relacionada ao Atlético.

A ação foi uma forma, também, de chamar a atenção para as comemorações do Dia Nacional da Saúde, celebrado oficialmente no último domingo (05/08). O objetivo foi estimular as pessoas a terem interesse pelos cuidados com a saúde uma vez que pelo menos 80% dos casos de câncer no mundo estão relacionados ao modo de vida, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca).

Instituto Mário Penna e o tratamento oncológico

Além disso, o Inca lembra que, no Brasil, a atenção à saúde é de acesso universal. Por isso, o Ministério da Saúde garante o atendimento integral a qualquer doente com câncer, por meio do Sistema Único de Saúde, o SUS. No Instituto Mário Penna, uma das principais instituições filantrópicas de saúde de Minas Gerais, mais de 60% dos pacientes são provenientes do SUS. O Instituto responde, ainda, por cerca de 70% dos atendimentos dos novos casos de câncer da Região Metropolitana de Belo Horizonte e mais de 20% do total de novos casos de câncer em todo o estado.

Para tanto, o Instituto é composto pelos Hospitais Mário Penna e Luxemburgo, a Casa de Apoio Beatriz Ferraz e o Núcleo de Ensino e Pesquisa. “Com ações como a do jogo do Atlético x Internacional esperamos inspirar a prevenção. O futebol é capaz de reunir grandes atores e pode, assim, ser um importante difusor de movimentos de conscientização na área da saúde”, afirma o presidente do Instituto Mário Penna, Paulo Araújo.

 

 

 

 

 

Controle de infecção hospitalar: Conheça sua importância na oncologia

Uma infecção hospitalar ou também mais conhecida atualmente como infecção relacionada à assistência à saúde (IRAS) é toda infecção adquirida durante o processo de cuidado em um hospital ou outra unidade de saúde, que não estava presente ou em incubação na admissão. Sua aquisição está relacionada normalmente aos procedimentos assistenciais necessários à monitorização e tratamento dos pacientes.

Mesmo quando as medidas conhecidas para prevenção e controle de IRAS são adotadas, determinados grupos ainda podem desenvolver uma infecção por apresentarem fatores que o tornam mais susceptíveis. Entre esses casos estão os pacientes em extremos de idade (recém-nascidos e idosos), obesos, fumantes, pessoas com diabetes, com lesões extensas de pele, submetidas a grandes cirurgias, em tratamento ou com doenças imunossupressoras. O câncer é uma doença que geralmente acomete os mecanismos de defesa do organismo, essa queda de imunidade pode ser tanto pela doença de base (tumor) como pelo tratamento adotado (quimioterapias, radioterapias, por exemplo). Os pacientes oncológicos frequentemente são submetidos a várias internações, e a diversos procedimentos diagnósticos e terapêuticos que prolongam sua permanência em ambiente hospitalar, isso também aumenta o risco de adquirirem uma infecção.

As IRAS são eventos adversos que acontecem em unidades de saúde, hospitais do mundo inteiro e ainda não há possibilidade de número zero de infecção. Entretanto, torne-se fundamental um cuidado especial para minimizar ao máximo a exposição destes pacientes aos riscos.

O Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) é o setor responsável por identificar e monitorar as IRAS. O diagnóstico de uma infecção é baseado em critérios definidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e também pela agência de saúde internacional, Centers for Disease Control and Prevention (CDC), dos Estados Unidos.

O SCIH possui também um papel importante na promoção da qualidade e segurança dos pacientes, desenvolvendo ações que permitem que os processos assistenciais sejam aprimorados, que medidas de prevenção sejam implantadas e que os riscos para as infecções, consequentemente, possam ser reduzidos.

Com foco na melhoria contínua dos serviços prestados, o SCIH busca sempre aumentar a adesão dos profissionais de saúde às recomendações e normatizações relacionadas à prevenção e o controle das infecções hospitalares. Entre as principais medidas para prevenir e controlar as IRAS está uma atitude simples e eficaz, a correta higienização das mãos. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que a higienização das mãos seja realizada por todos os profissionais de saúde, e também pelos familiares/acompanhantes. De acordo com a OMS são 5 os momentos em que é preciso ficar atento e realizar a higienização das mãos:

Momento 1: antes de contato com o paciente;

Momento 2: antes da realização de procedimentos;

Momento 3: após risco de exposição a secreções do paciente;

Momento 4: após contato com o paciente;

Momento 5: após contato com áreas próximas ao paciente, mesmo que não tenha tocado no paciente.

Controlar a infecção é garantir a qualidade dos serviços e atendimentos prestados em uma instituição de saúde.

 

Danielle Gonçalves Abrantes
Serviço de Controle de Infecção Hospitalar – SCIH

 

 

Olá, como podemos ajudar?

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.